21 de fevereiro de 2008

Quem sabe

Quem sabe do medo é quem sente,
quem sabe da dor é quem tem
quem sabe do amor é quem se entrega
quem sabe da solidão é a vida
quem sabe da vida é a morte
quem sabe da mentira é quem mente
e quem sabe da verdade é a liberdade.

Ainda que o medo te assole,
ou que a dor te amole,
ainda que o amor te rejeite
e a solidão não te respeite
ainda que a vida te destrua
e a morte se mostre crua,
ainda que a mentira te acuse
e os mentirosos te usem
ainda assim,
a verdade te trará a liberdade
de viver o que tu desejas ser.

11 comentários:

  1. Nossa... Amei esse texto!

    Gostei do seu blog!
    Mto bom!

    Beijão*

    ResponderExcluir
  2. Bom post!

    Muito Bom o Texto!

    Parabéns!


    Vlw pela visita alice!
    Volte sempre!
    Bjs!
    Bom FDS!

    ResponderExcluir
  3. Nossa amiga,

    Quanta verdade...

    Poema lindo e perfeito!!!

    Te citei lá no SOMENTE EU MESMA!!!

    Bjs

    Janaína

    ResponderExcluir
  4. Oii mãe passei por aqui novamnte
    gosteei do texto .
    beijooos

    ResponderExcluir
  5. Incrível!!Amei esse texto...parabéns Alice.
    Bom fim de semana.bjj:)

    ResponderExcluir
  6. Olá querida Alice, belíssima postagem... Parabéns!!!
    Bom fim de semana.
    Beijinho de carinho e ternura.
    Fernandinha

    ResponderExcluir
  7. Com certeza. A verdade é o caminho. Pena que as pessoas as vezes se esquecem disso.
    ;]

    ResponderExcluir
  8. Como sempre, um alento ao coração passar por aqui.
    Obrigada pelas belas palavras!
    bjos!

    ResponderExcluir
  9. a verdade liberta e amedronta.

    Obrigado pela visita

    ResponderExcluir
  10. Bom dia querida,

    A verdade nos trará a liberdade de viver o que se deseja ser.
    Estou precisando desta liberdade.
    abs

    ResponderExcluir
  11. Gostei tanto, tanto, que vou postar no meu blog, pode ser?
    Abraço fraterno!

    ResponderExcluir

Comente, mas não tente decifrar-me.
Nem sempre escrevo por mim, muitas vezes escrevo para mim também...