20 de março de 2017

Entre Águas, Anjos e Flores , despedida de Luísa Lunardi 18/3

ENTRE ÁGUAS, ANJOS E FLORES.

...e derrepente olhei para os lados e vi,
olhos molhados,
marejados, doídos,
contraídos pela compaixão,
tímidos pela dor,
reflexivos , incompreendidos,
que sem resposta questionavam...
Vi um parto inverso,
senti a lâmina que rasgava os úteros ,
ouvi o soluço gemido e inconsolável do choro de quem abria sua alma em luto.
Olhei e vi as mãos ,
inúmeras mãos,
apertadas e entrelaçadas,
mãos agarradas ao invisível coração ou elevadas aos céus em oração .
Olhei e vi olhares que queriam abraçar,
olhares que desejam consolar,
olhares que queriam gritar,
olhares que nem mais podiam olhar...
Vi olhares de anjos, de amigos e de irmãos .
Ouvi palavras que desejavam ser ditas sendo silenciadas pelo som insuportável do silêncio da dor.
Vi o mover de passos que eram preciso dar mas que não levavam a lugar algum ,
e senti a areia grossa sob meus pés a me empurrar para o mar.
...e derrepente olhei e vi o cinza do céu trazendo as águas de um dia que chorava a despedida de sua mais linda filhinha...
Vi essas águas a descer e a lavar a vida dos que ficaram, aguas que se misturavam às lágrimas ,
lágrimas que inundavam o mar ...e o mar...
o tão amado mar ,
que em seus braços e ondas levava para o céu nossa princesinha.

E lá se foi ela ...como um anjo,
...como uma onda,
...entre pétalas e espumas ,
...entre areia e conchas ,
...entre águas e lágrimas.

E as águas do céu desceram e transformaram nosso oceano em saudade.

Então olhei ,
e ao longe vi um colar de flores sendo levado pelo mover das ondas,
...flores lindas e brancas que derrepente, ao virar e mover das águas salgadas ,
apenas submergiram para não mais subir...

E assim ,
como num olhar molhado e distraído de quem apenas queria olhar e ver, ...eu simplesmente entendi.

Entendi que foram os céus chorando a lavar nossa dor,
foram as águas levando a navegar nosso amor ,
foi Luísa,
que num mergulho em flores,
 em anjo se tornou.

Meu anjinho,
espere por nós com esse lindo colar que você levou....seu abraço será sempre aquecido pela saudade em nossos corações .

Fique tranquila minha menina Luisa Lunardi, vamos cuidar direitinho de sua mamãe Erika Lunardi Longo , de seu maninho  Lucas Tucat e de seu tão amado Marcio Longo ...

Com amor eterno,
sua "tia Alice"

Vera Lucia Chimenti Kuty Aguiar Renata Lekich Renata Cipriani Fazzi Caroline Fileti Brun Edna Sanches Ávila Surfamily Toledo Olivia De Carle Gottheiner Flávia Gonzaga Carmen Alice Brunini Fernanda Souza Ramos Pitta Magali Macarovscha Bianca Galrão Fernanda Stroka Barollo Caio Pedro Octávio Barollo Jr.

10 de março de 2017

Gosto disso.

Tudo o que aprendo está sujeito a alteração , tudo que conheço está sujeito ao meu discernimento, tudo o que descubro está sujeito a provas, todos com quem vivo são livres para serem quem são, tudo que estudo está sujeito a avaliação , tudo que penso pode mudar a qualquer momento , afinal, sou um ser humano em formação e com intenção de crescimento , portanto , não consigo viver numa gaiola....aliás, é essa a liberdade que respiro para viver.
E gosto disso.

2 de março de 2017

O dia que a cidade chorou

O DIA QUE A CIDADE CHOROU

Foi assim, ...sem anestesia, sem esperar , sem aviso prévio, sem cortesia e sem delicadeza que a dor chegou de surpresa.
Foi assim, em pleno carnaval, quando a fantasia Ainda nem tinha sido tirada e nossa alma já estava rasgada.
Foi assim, o sol amanheceu sem o calor , o mar não tinha cor e o azul do céu já não nos alegrava.
Foi assim, tão rápido quanto um dia que nunca se acaba, e tão lento quanto uma espera sem fim.
A cidade foi sendo acordada pelas lágrimas de um útero rasgado, foi sendo inundada pela dor do cordão rompido, foi sendo lavada pelo silêncio de mil palavras de amor.
Foi assim, em lágrimas de amigos , no choro dos desconhecidos , na dor dos dilacerados, no vazio dos sonhos roubados.
Eu olhava e via a multidão de olhos vermelhos, marejados pela solidariedade, infundados pela surpresa, desejosos de que tudo aquilo não fosse verdade.
Vi abraços demorados, repetidos , apertados, tímidos e contidos , molhados, silenciosos, ardentes e desesperados...
Fui testemunha de uma cidade que se tornou uma só mãe , de uma cidade que teve seu útero arrancado com violência , de uma cidade dilacerada pela perda e orfandade inversa de sua filha mais amada.
Todos choraram .
Todos se chamavam Erika.
Todos , todos ,todos , todos ...num único e solitário luto.
Olhei e vi que ainda que a dor de uma mãe violentada pela perda a consumisse, essa mesma mãe em sua dor multiplicava o amor nessa cidade.
Foi assim, uma cidade que chorava e que lavava sua dor no amor e acolhimento do coração generoso de quem mais amava e sofria a perda inexplicável e mais dolorida que existe.
A cidade chorou.
A cidade chorou pela dor.
A cidade chorou pelo amor.
...Chorou pela Erika, pelo Marcio, pelo Lucas.
...Chorou pelo Mariano, pelo Sérgio e pela Edna.
Chorou pela perda e pela saudade de nossa Luísa, menina linda, alegre, suave, ...menina do sorriso doce e da voz mansa, menina amável e amada que nos ensinou a acolher e perdoar, que nos nos revelou o seu amor e seu amar.
Foi assim que eu vi, foi assim que aprendi, foi assim que chorei com a cidade que chorou por quem a ensinou que amar também é chorar.

Foi assim, numa quarta feira de cinzas, cinzas queimadas pela dor , cinzas molhadas pelo amor.

Eu sempre conheci pessoas que se amavam, e hoje conheço uma cidade que ama....porque só quem ama chora do jeito que essa cidade chorou.

Hoje agradeço a Deus pela cidade, ...por suas lágrimas, abraços e amor.

Amamos vocês Erika Lunardi Longo Marcio Longo, Lucas Tucat, Mariano Tucat, Sérgio , Edna Sanches...

...e sempre, sempre e sempre te amaremos Luisa Lunardi...nossa princesinha linda.
 
Com eterno amor ,da sua Alice

21 de fevereiro de 2017

Dia Bom

Dia bom é o dia que "NÓS" não prejudicamos ninguém, NÓS  não fazemos ou criamos mal a ninguém e onde NÓS somos melhores , mais educados e bondosos.
NÓS somos quem fazemos a diferença e criamos um mundo melhor.
NÓS e não os outros...ou seja, eu e você.

Simplicidade

A simplicidade é a essência do Divino.
É nela que habitam os entendimentos, a paz, o amor e o perdão, mas para ser simples é preciso primeiro desejar viver essa simplicidade, ou seja, parar de complicar tudo o que acontece, e para isso; basta aos nossos olhos verem a vida como ela simplesmente é.
👍

O Tempo

O tempo é o seu melhor amigo.
É a resposta mais justa e verdadeira, é tudo aquilo que todos nós precisamos ouvir...e que não podemos evitar.
Do tempo ninguém escapa, nem a morte.
A morte faz calar o corpo mas jamais cala o que diz o tempo.
O tempo revela os mentirosos, revela os falsos , revela os corruptos, revela os inimigos, revela os fofoqueiros , revela os justos e os injustos.
O tempo é senhor da razão .
A razão é senhora da Justiça, e a Justiça é característica divina , portanto, Deus é Senhor do tempo.

Descansa.
Espera no Senhor, e o mais Ele fará (no tempo certo) .
✨🙏✨