Pular para o conteúdo principal

Militância Chata

Estou de saco cheio dessa militância .
Que coisa mais chata essa gente cheia de verdades absolutas, pontos de vista únicos, pensamentos perfeitos e visões aguçadas. Ninguém mais sabe conversar, apenas discutir , brigar, e tudo para provar que está com a razão.
Seja o tema politico' , social , religioso ou apenas qualquer bobagem, já se torna uma discussão.
To cansada disso.
Muito.
Só queria poder ouvir , poder falar, poder ser , poder ver, e poder pensar ....sem alguém pra criticar, corrigir ou completar.
Cansei.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Rapunzel

Estranho. Envelhecer é no mínimo estranho. A cada dia, menos te veem , menos te escutam...e sem exageros, tenho mesmo me sentido uma samambaia, e daquelas secas , fora de moda e esquecidas. Nada mais que digo tem relevância. Passo a maior parte dos meus dias sozinha, cozinhando para eles, limpando ...e quando me vejo pronta pra mim , já não tenho ânimo ou direção de pra onde ir ou o que fazer. Preciso me concentrar e me distraio. Quero ler e tenho sono. Quero aprender e estou cansada. Quero me divertir e não tenho prazer. Quero sair mas me sinto feia. Quero ir mas não quero estar. Quero sorrir mas há em mim um esforço estranho, uma distração displicente, um desanimo pegajoso. Não tenho mais encontrado motivações para seguir. Nem mesmo tristeza eu sinto. Quero ver o belo, sentir o vento, permitir-me , mas vivo como Rapunzel ...e sinto-me trancada na torre do castelo com meus cabelos cortados.

Entre Águas, Anjos e Flores , despedida de Luísa Lunardi 18/3

ENTRE ÁGUAS, ANJOS E FLORES. ...e derrepente olhei para os lados e vi, olhos molhados, marejados, doídos, contraídos pela compaixão, tímidos pela dor, reflexivos , incompreendidos, que sem resposta questionavam... Vi um parto inverso, senti a lâmina que rasgava os úteros , ouvi o soluço gemido e inconsolável do choro de quem abria sua alma em luto. Olhei e vi as mãos , inúmeras mãos, apertadas e entrelaçadas, mãos agarradas ao invisível coração ou elevadas aos céus em oração . Olhei e vi olhares que queriam abraçar, olhares que desejam consolar, olhares que queriam gritar, olhares que nem mais podiam olhar... Vi olhares de anjos, de amigos e de irmãos . Ouvi palavras que desejavam ser ditas sendo silenciadas pelo som insuportável do silêncio da dor. Vi o mover de passos que eram preciso dar mas que não levavam a lugar algum , e senti a areia grossa sob meus pés a me empurrar para o mar. ...e derrepente olhei e vi o cinza do céu trazendo as águas de um dia que ch