4 de julho de 2008

Retornando pra casa


E se um dia,
me arrancassem a vida
me impedissem o fato
encerrassem o ato
fechassem as cortinas
vedassem meus olhos
calassem minhas palavras
amputassem minhas mãos
arrancassem minha língua
sangrassem meu coração
e dos meus pulmões me arrancassem o ar...

Então,
num estalar de instante
eu estaria mais adiante
correndo contra o vento
e não mais tomando tento,
lavando minha alma
num eterno momento de calma
permitindo-me ir, rir e voar
e finalmente encontrando
a paz, que só conhece
quem volta ao lar.

7 comentários:

  1. Como cantaria lindamente o pessoal do A Cappella...goin´home..goin´home...

    Como costuma dizer um pastor amigo meu. Ele não partiu...ele chegou.

    ResponderExcluir
  2. Olá querida Alice, maravilhoso poema...Beijinhos de carinho,
    Fernandinha

    ResponderExcluir
  3. "Estamos indo de volta pra casa..."



    Bejo!

    ResponderExcluir
  4. Como na canção, estamos indo devolta pra casa...

    saudades de casa ou de me sentir em casa...

    ResponderExcluir
  5. Olá querida Alice,


    Realmente...maravilhoso, este seu poema!

    Obrigada por ele

    Tenha um tranquilo entardecer

    um grande abraço
    viviana

    ResponderExcluir

Comente, mas não tente decifrar-me.
Nem sempre escrevo por mim, muitas vezes escrevo para mim também...