1 de agosto de 2009

De Mudança

Eu mudo, e estou sempre em constante transformação.
Preciso me sentir em movimento, em crescimento, em contato com a atividade da alma.
Ainda que eu seja uma capricorpiana convicta , senhora da terra e das coisas seguras, ainda que eu deteste surpresas e estranhos acontecimentos, ainda que eu não suporte aventuras, eu gosto de mudar. Eu preciso mudar.
Mudo meus pensamentos de direção, mudo minhas convicções, descubro novas verdades e desvendo velhas mentiras, pinto o cabelo de cores diferentes e se puder mudo o corte todo mês, até mesmo esse blog, quem o visita sabe, está sempre mudando...e ainda que pareça estranho, minha alma é de camaleoa.
Gosto da cor bege tanto quando do roxo ou do verde, gosto quando me misturo a paisagem e posso passar desapercebida para que somente eu perceba a todos.
Admiro o crescimento e a evolução humana, mas detesto absurdos sem provas, teorias de mentes desvairadas, blá blá blá sem conteúdo e gente que não pensa pra falar.
Detesto falta de educação, gente que pensa que pode falar o que quiser, gente mandona e os que se fazem de tontos.
Gosto do que é concreto e ativo, e do que por si próprio pode mudar e não daquilo que depende sempre de outros para se mover.
Admiro a competência, a conquista, a inteligência e a determinação de quem tem fé.
Respeito as fraquezas humanas e a ignorancia social, mas odeio os preguiçosos mentais.
Sou exigente, pragmática, crítica, porém compreensiva e paciente.
Tenho a capacidade de suportar além dos limites humanos e de me adaptar e sorrir quando o que quero mesmo é sumir, mas assumo tudo que faço e que sinto sem precisar culpar a ninguém.
Não respondo a quem me ataca ou ofende simplesmente porque acho que brigar nada resolve e só faz de tudo uma tremenda baixaria (além de ser ridículo), mas com a mesma intensidade que amo, arranco de mim a dor de quem me maltrata transformando-o num pedaço de pano de chão (bem, nunca se sabe quando vamos precisar limpar alguma coisa....).
Tenho sonhos que não sonho mais e desejos impossíveis de se realizar, mas ainda que eu seja plantada com raízes profundas , consigo com meu espírito voar nas mais loucas alturas.
Fui muita coisa e poderia ter sido mais.
Tive oportunidades que não aproveitei, e me calei demais.
Mas tenho uma ótima visão da realidade e dos fatos, e por isso mesmo posso mudar.
Mudo o sofá de lugar, mudo meu jeito de falar, mudo o tempero e destempero as mudanças banais.
Raramente me surpreendo com as pessoas, e quando isso acontece reinicio novamente as mudanças em mim.
Ainda não encontrei meu lugar nessa vida, e começo a achar que jamais o encontrarei ou que então, não o quero mesmo encontrar.
Busco dentro de mim o meu melhor, dou aos outros muito mais do que me pedem, amo com a paixão e a lógica de um iceberg (sim, há vida dentro do gelo !!!).
Detesto tanto chorar que chego a achar que não tenho lágrimas, e também não gosto de fragilidades emocionais ou manipulações, e tenho grande dificuldade em conviver com gente possessiva.
Sou o que posso ser no dia de hoje, e amanhã, já pretendo não ser mais nada disso.

Sou assim....
nem assim e nem assado,
mais pra tostado que para frito,
mais um grito aflito e sufocado,
mais um estalar de estilhaço,
mais a ponta de uma lança,
mais ventania do que bonança.

11 comentários:

  1. Parabéns pelo novo layout. O conteúdo é dispensável elogiar. Simplesmente dez. Bálsamo para pensar e refletir.

    Abraços!

    ResponderExcluir
  2. Olá Alice!
    O que eu escrevo nem se compara com o teu trabalho,eu escrevo coisas do dia a dia,um bate papo on line,
    E você heim? Quando vejo mulheres como você fico orgulhosa, nada está perdido.
    Eu sou espiritualizada, não tenho uma religião, mas Deus está na minha vida assim como o ar que eu respiro, e uma mulher de Deus reconhece a outra.
    Bjs minha linda

    ResponderExcluir
  3. Alice, impetuosa e imprevisível...

    Eu sou tão previsível, acho, que às vezes até me irrita... rsrsrs

    Mas não consigo ser diferente do que acredito...
    Lindo post!!!

    Bjs a você e ao maridão

    ResponderExcluir
  4. Oi, Alice!

    A mudança faz parte do ser humano.
    Uns mudam mais, outros menos.
    Viva sua mudança, camaleoa!!
    Viva a mudança dos layouts também!!
    E todos tem direito de ser como são!
    O que você escreveu, dá muuito o que pensar...

    Beijos

    ResponderExcluir
  5. Amei tua visita em bandeiras, muito obrigada.

    O texto é lindo,

    Estou seguindo vc

    Bjs

    ResponderExcluir
  6. "Sou o que posso ser no dia de hoje, e amanhã, já pretendo não ser mais nada disso."

    Alice Vida,
    as novidades nos ensina a ser mais e melhor... o novo de imediato assusta, porque temos que abandonar algo, mas depois nos acostumamos... e mais algo inédito, e assim caminham as pessoas livres... "só não muda de idéias que as não tem"

    um super beijo,
    luz muita.

    saudades..
    que Jesus te proteja sempre.

    ResponderExcluir
  7. Espectáculo Alice, vi-me aqui em tudo isto até paece que fui eu a escrever bem....não será por nada que também sou capricorniana eheheh
    Beijinho prateado

    SOL

    ResponderExcluir
  8. Querida Alice

    Senhora linda e distinta

    Muitos parabéns pelo belíssimo e rico texto, e tambem por a minha amiga ser a pessoa maravilhosa que é.

    Bendigo e louvo a Deus por a sua vida.

    È óptimo conhecê-la e ter a sua amizade e carinho.

    Aceite o meu abraço muito amigo

    Daqui de longe

    Viviana

    ResponderExcluir
  9. Alice,

    Maravilhoso texto, escrito com maestria e paixão. Nem todos conseguem colocar em palavras os sentimentos, mas você o faz brilhantemente.

    Abraço.

    ResponderExcluir
  10. Alice, deste jeito eu vou acabar ficando com complexo de inferioridade... rsrsrs

    Afinal, cada vez que venho aqui, tenho uma nova surpresa, e agradável!!!

    bjs

    ResponderExcluir
  11. Alice querida!

    Sempre um template novo anunciando mudanças nesta minha amiga querida!

    "mas com a mesma intensidade que amo, arranco de mim a dor de quem me maltrata transformando-o num pedaço de pano de chão (bem, nunca se sabe quando vamos precisar limpar alguma coisa"

    Alice, gostei demais desta frase, e gostaria de ter a mesma capacidade...com certeza eu sofreria menos...eu custo muito, mas depois que consigo transformar em pedaço de pano de chão...então já não serve para limpar mais nada no meu pedaço, hehehe

    beijocas

    neli

    ResponderExcluir

Comente, mas não tente decifrar-me.
Nem sempre escrevo por mim, muitas vezes escrevo para mim também...