27 de setembro de 2010

Ainda morro disso...


Ahhhhh....ainda morro disso!
...De tanto amar
sonhar e aguardar
...De tanto rir
ir e vir
...De tanto querer
fazer e acontecer
...De tanto viver sei que um dia vou morrer !

Ahhhhh....ainda morro disso!
...De tanto superar o insuperável
...De tanto transpor o intransponível
...De tanto fazer o impossível
...De tanto suportar o insuportável ...

Ahhhhh...ainda morro disso!
...De tanto esperar o que nunca vem
...De tanto fazer o que não me faz bem
...De tanto querer e não poder ter
...De tanto ser e sem nunca saber....

Ainda morro
um tanto quanto doida
nessa minha estranha vida louca...

7 comentários:

  1. OI Alice, tudo bem? Gostei muito do seu poema. Abraços

    ResponderExcluir
  2. Quando a vida está um tanto como esse poema, passo por aqui e nunca me arrependo.

    "De tanto viver sei que um dia vou morrer!" Anotei.

    Ielton Isorro
    http://clamandonodeserto.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  3. Alice, querida:

    Achei lindo o seu poema... e me identifico muito com ele!

    São frases do fundo da alma, que nos reportam e nos fazem viajar pelo seu coração...

    "Ahhhhh...ainda morro disso!
    ...De tanto esperar o que nunca vem
    ...De tanto fazer o que não me faz bem
    ...De tanto querer e não poder ter
    ...De tanto ser e sem nunca saber...." Esta foi a parte que mais me tocou, linda Alice.

    Sua vida, a nossa vida é mesmo muito passageira e não entendemos muito do que passamos...
    Mas o nosso consolo, e certeza, é de que Deus nos fez, a cada um, especiais para Ele!!!

    E esta é a maravilha do Evangelho: seu poder transformador e a singularidade com que Ele nos trata... a nós, pobres mortais...

    bjs

    ResponderExcluir
  4. Alice, querida:

    Achei lindo o seu poema... e me identifico muito com ele!

    São frases do fundo da alma, que nos reportam e nos fazem viajar pelo seu coração...

    "Ahhhhh...ainda morro disso!
    ...De tanto esperar o que nunca vem
    ...De tanto fazer o que não me faz bem
    ...De tanto querer e não poder ter
    ...De tanto ser e sem nunca saber...." Esta foi a parte que mais me tocou, linda Alice.

    Sua vida, a nossa vida é mesmo muito passageira e não entendemos muito do que passamos...
    Mas o nosso consolo, e certeza, é de que Deus nos fez, a cada um, especiais para Ele!!!

    E esta é a maravilha do Evangelho: seu poder transformador e a singularidade com que Ele nos trata... a nós, pobres mortais...

    bjs

    ResponderExcluir
  5. kkkkkk, ai alice quem num morre né? humm vi q mama tb é mebro da eqipe, isso vai bombar, kkkkkkkkk
    topppp
    bjs, amoreco

    ResponderExcluir

Comente, mas não tente decifrar-me.
Nem sempre escrevo por mim, muitas vezes escrevo para mim também...