3 de novembro de 2008

CONSELHOS ÚTEIS

"A vida é curta,
quebre regras,
perdoe rapidamente,
beije demoradamente,
ame verdadeiramente,
ria incontrolavelmente,
e nunca deixe de sorrir,
por mais estranho que seja o motivo.
A vida não pode ser a festa que esperávamos,
mas enquanto estamos aqui, devemos dançar..."

(autor desconhecido, porém, abençoado!)

10 comentários:

  1. Que velhinha alegre, dançando... Amei

    Há muito aprendi a rir até das minhas próprias mazelas... e isto tem me ajudado a relevar...
    Bjs

    ResponderExcluir
  2. Sorrir e dançar uma dupla infalível para o bem estar do ser humano.

    Boa noite Alice.

    beijooo.

    ResponderExcluir
  3. "A vida não pode ser a festa que esperávamos; mas enquanto estamos aqui, devemos dançar...".

    Gostei disso, estava precisando ler isso...

    Com uma semana boa para Alice & seus leitores!

    Humberto de Lima

    ResponderExcluir
  4. Adoro dançar, Alice!
    Gostei da sua mensagem de otimismo para nós, linda! Brigada!
    beijinhos

    ResponderExcluir
  5. Bom dia!

    Hoje tenho um selinho especial para vc, passe lá pegar.

    beijooo

    ResponderExcluir
  6. Alice, esse desconhecido é como você disse, mesmo. Pelo texto bem se vê. Achei uma maravilha você ter compartilhado, pela positividade e pela graça da mensagem. Profunda, no mais. Ah, os beijos...
    Meus agradecimentos também por você ter se tornado mais uma passageira no meu Bonde.

    ResponderExcluir
  7. Uau...
    Quebrar regras, é um desejo e uma impossibilidade pra mim.
    Perdoar rapidamente, um desafio!
    Beijar demoradamente, hummm...
    Amar verdadeiramente, é meu lema de relacionamento. Eu não suportaria viver um "amor" de fachada.
    Rir incontrolavelmente é bom demais, chega a doer a barriga isso né?
    E nunca deixe de sorrir.
    Aprender a dançar conforme a música é o grande segredo.
    Beijinhos.

    ResponderExcluir
  8. Adorei os conselhos...
    mas concordo com a Jac que perdoar rapidamente é bem difícil...

    o resto, a gente tenta...


    Beijinhos

    ResponderExcluir

Comente, mas não tente decifrar-me.
Nem sempre escrevo por mim, muitas vezes escrevo para mim também...