14 de setembro de 2007


Não sei o que acontece... mas me sinto tão criança, tão infantil entre esses seres adultos, como se todos houvessem crescido e eu ainda fosse tão pequenina...

O mundo adulto até hoje me assusta... é tudo tão cobrado, tão caro, tão difícil, tão preocupante, tão sério.... e eu não acretito que Deus nos tenha feito para sermos tão sérios....

As Escrituras Sagradas dizem que devo ser como criança para herdar o Reino de Deus.... mas os homens insistem em que eu cresça, que eu apareça e que eu pareça algo que impressione, que cause impacto, que de resultados, que seja competente, que seja inteligente , que seja mais esperto do que todos, mais rápido, que chegue primeiro, que seja promovido, que receba sempre muito mais do que ofereça.

Esse bando de gente grande me preocupa...

Vejo-os sempre tristes, magoados, insatisfeitos, incompletos, angustiados, desejando sempre o impossível, cobiçando e invejando... Sendo falsos segundo seus interesses, destruindo ou construindo segundo seus interesses, fugindo, se escondendo, devendo (a Deus e aos homens)...

Mundo estranho esse ... cheio de compromissos, disse-me-disses, cretinices, bebedices, enrolões, canastrões e vilões, gente que trai quem ama, gente que engana....mundo estranho é esse mundo cheio de gente grande e tão esperta.

Me sinto boba nesse mundo, meio burrinha para eles, peixinho fora d´agua.

Olho tudo de longe, como se nesses meus quase 50 anos de infancia eu ainda não conseguisse me aproximar.... São todos tão bem vestidos, tão elegantes, tão vibrantes... e eu aqui... tão caipirinha, tão criançinha, tão insignificante....

Mas não quero crescer, não quero ser igual, não quero a dor que dói neles, não quero a cor que colore eles, não quero o mundo deles.... quero mesmo esse meu mundinho, pequenininho, coloridinho, onde posso brincar, andar descalça, sentar no chão, onde não preciso ser importante e nem elegante, imponente e nem prepotente, onde não preciso de ler livros de auto-ajuda para me aceitar nesse mundo doido....

Quero ficar aqui, nesse meu mundinho pequenininho, onde eu posso amar , quer seja de perto quer seja de longe, onde eu possa falar com todos, sorrir pra todos, brincar com todos.... quero ficar aqui, nesse lugar , onde não preciso crescer.

Mundo estranho esse mundo grande, é mesmo muito grande pra mim.

4 comentários:

  1. ..crianças...delas é o reino dos céus. Lembra?
    bjk

    ResponderExcluir
  2. É por entender este mundão assim que terminamos por perceber com mais precisão as virtudes deste mundinho existente em cada um de nõs.
    Cadinho RoCo

    ResponderExcluir
  3. Oi Alice,boa noite.
    Sinceramente falando,me arrependo
    tanto de ter crescido,de ter chega-
    do aos 59 anos. Em certos momentos
    me pego pensando em como seria bom ter ficado lá na minha inocência
    dos meus 12 anos. Que DEUS abençoe a sua semana.

    ResponderExcluir

Comente, mas não tente decifrar-me.
Nem sempre escrevo por mim, muitas vezes escrevo para mim também...