21 de novembro de 2007

Tem uma estranha dentro de mim...

Há uma estranha que mora dentro de mim
Alguém que tem sonhos não sonhados por mim
Alguém que sempre teima em sair
em correr ou fugir.
Há uma estranha que mora dentro de mim
que me confunde os sentimentos,
que transforma meus momentos,
que quando em fuga desvairada
sempre me deixa como um nada.
Há alguém que é muito estranha dentro de mim
que não gosta de sossego,
não suporta desaforos,
não consegue conviver com injustiças,
se revolta com mentiras,
sempre sabe o que fazer,
sempre tem o que dizer.
Há alguém estranha dentro de mim
que me parece mais inteligente,
mais esperta e mais importante.
Alguém que não liga para o que os outros pensam
e que sempre faz o que deve ser feito, quer gostem ou não.
Alguém que nunca precisa agradar, bajular ou suportar,
mas que ama com a intensidade dos anjos.
Que tem sentimentos mais puros,
palavras mais duras,
ações mais diretas.
Alguém sem medos,
sem lembranças e sem dores,
alguém tão forte que me assusta.
É uma estranha que mora dentro de mim.
Um dia a gente precisa se encontrar pra conversar...

19 comentários:

  1. Prazer em conhecer! *rsss
    que tal dar liberdade prá ela?

    Conhece esse poema?
    "O meu mundo não é como o dos outros, quero mais, exijo demais;
    há em mim uma sede de infinito,
    uma angústia constante que eu nem mesma compreendo, pois estou longe de ser uma pessoa; sou antes uma exaltada, com uma alma intensa, violenta, atormentada, uma alma que não se sente bem onde está,
    que tem saudade...
    sei lá de quê!"


    (Florbela Espanca)

    ResponderExcluir
  2. Estranho é quase parecido conosco,
    mas... tb podemos ser nós memos sem perceber somente olhando de outro angulo....

    ResponderExcluir
  3. Sim amiga...tenta encontrar a outra...sabes dentro de cada um de nos à sempre uma outra...nunca somos totalmente uma so .Beijinho prateado
    SOL

    ResponderExcluir
  4. Sabe de uma coisa?
    Tem indicação pra vc lá no "Asas", vá conferir!

    ResponderExcluir
  5. Essas estranhas que moram dentro de nós... às vezes nos confundem, nos sufocam, nos encantam, nos elouquecem, nos encolerizam... e apesar de tudo isso é bom que estejam lá - só precisamos discipliná-las, para que não subjuguem ou intimidem o que somos de verdade.

    texto lindo esse... aliás, dei uma xeretado por aqui e me encantei cm o que vi =)

    Obrigada pela visita e pela delicadeza - é um prazer recebê-la, e faço questão de voltar outras vezes.

    Beijo!

    ResponderExcluir
  6. Alice, eu também tenho uma estranha que mora dentro de mim, às vezes ela quer sair e criar asas, às vezes até consegue, mas eu a pego pelos cabelos e ela volta.

    Grande beijo

    ResponderExcluir
  7. Há sempre uma estranha dentro de nós, o nosso lado desconhecido que vamos explorando e descobrindo ao longo dos dias que passam.

    Mais um poema lindíssimo.

    ResponderExcluir
  8. Reconheço bem essas palavras, existe sempre alguém dentro de nós que não temos coragem de a assumir, de dar a cara por ela. Beijo para ti.

    ResponderExcluir
  9. Entao.... deixa a sair!!!! :)

    Gostei do blog... posso linkar?
    bj

    ResponderExcluir
  10. A estranha que mora dentro de ti és tu com as tuas inquietações e incertezas de ti mesmo.
    O nosso mundo obriga-nos a não nos conhecermos em tantas ocasiões, mas com um linha de querer muito, lá conseguimos ultrapassar os problemas e chegar aos nossos intentos.

    ResponderExcluir
  11. Muito bom, e muito bem dito! O importante é achar o equilíbrio para que ambas se complementem, uma buscando no interior o que a outra quer dizer ao mundo e que, quem sabe, se fundem numa só verdade: à essência precisa falar mais alto!
    Abs

    ResponderExcluir
  12. Alice,
    Acabei de postar comentário no artigo “Encontre-me Senhor!”, abaixo.
    Abs

    ResponderExcluir
  13. Queliiida. ficou prontinho seu template. Linndo p´ra xuxu.
    Agora vc tem que fazer uma coizinha... :(
    Faz um backup dos seus links, ou seja: copie todos os endereços num bloco de notas, assim como as imagens, etc... e me avisa que daí eu instalo o template e vc não perde os endereços dos links tá bão?
    Vou dormir mana...
    bjk
    Mas ficou um escandalo!!!!!
    (Só prá mim que não faço coisas assim legais... Casa de ferrreiro...

    ResponderExcluir
  14. Alice,
    Bom dia!
    Que a paz reine no interior para florescer na capital...
    A capital do Universo do Ser (alma!) para que o existir não seja um tempo perdido...
    Abs

    P.S: Grato pelo comentário no blog.

    ResponderExcluir
  15. *alice*
    Seja bem-vinda a este espaço. Um espaço de partilha de palavras entre pessoas. Queria-lhe transmitir um pequeno esclarecimento que de certo não levará a mal. Embora a Sol também seja uma das nossas amigas/autoras, este poema é de uma outra amiga/autora chamada Manuela. Por certo que o seu lindo comentário irá servir na mesma, mas poderá depois na sua mente e na visita aos nossos blogues pessoais criar alguma confusão. Peço desculpa pelo esclarecimento mas o seu a seu dono. Um beijo de amizade a agradecimento pela visita em nome de todos os autores...volte sempre.

    ResponderExcluir
  16. Muitas vezes também acho que tem uma estranha dentro de mim.
    Mas, como dizem, somos muitos em um!
    Beijo

    ResponderExcluir
  17. Voltei amiga para agradecer de me ter compreendido. Obrigado. Aproveito para a convidar a visitar os espaços individuais dos autores do "Almas" entre eles o meu próprio. Um beijo e amizade em nome de todos.
    Ø G®¡†ö ðö Þöë†ä
    http://paginapoema.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  18. Aí está!
    Espero que você tenha gostado.
    Agora as letras(fontes),cores e tamanho do texto você já sabe, ecolha o que achar melhor.
    Depois pensamos numa nova foto para perfil, se quiser, e outros babados.. Venha aquí menina, a gente faz juntas, tá legal?
    bjks e aproveite o dia liiiindo!

    ResponderExcluir
  19. Muito bonito Alice, acho que a estranha que vive dentro de você se daria bem com a estranha que vive em mim, só que ela me cansa, me esgota e eu não consigo controlar essa estranha que teima em ser, decidir, fazer, em sempre estar a frente.

    ResponderExcluir

Comente, mas não tente decifrar-me.
Nem sempre escrevo por mim, muitas vezes escrevo para mim também...