14 de dezembro de 2007

Como um sapato velho...

Jogado num canto,
desesperançado da vida
cansado de andar,

exausto de sempre ir em busca de paz.
Alma jogada
esperança roubada

fé dilacerada pela angustia de um peito inchado de dor.
Boca calada e um mudo coração,
mas o que dizer a quem a dor já matou tudo o que tinha?


( ...hoje meu coração se apertou ao ver a dor de um amigo valente e querido que tem sofrido tanto com os reveses que a vida insiste em lhe impor... dor de pai, de homem, de marido, dor de alma e de espírito... dor que consome a esperança, a fé, o amor... dor que impede a vida e a alegria.... o que fazer quando a dor já nos consumiu tudo o que tínhamos???... só Deus para nos fazer renascer...somos pequenos demais.)

10 comentários:

  1. Quem foi que te deu minha foto???
    *rsss
    Oh quriiiiida!!! Voltei!
    To no pó da rabiola, cheia de saudade de coisas prá fazer.
    A gente se fala
    Amo você!
    :)

    ResponderExcluir
  2. Que fazer quando a vida é ingrata...não sei porque não me posso queixar, um abraço talvez, uma mão estendida quem sabe. Beijos minha querida.

    ResponderExcluir
  3. Olá, Márcia!

    Estou te convidando para visitar o meu Blog ainda incipiente:
    http://olugarqueimporta.blogspot.com/

    Um abração,

    Marcelo Novaes.

    ResponderExcluir
  4. Mas são nesses momentos de desespero e sofrimento que Deus mostra-se grandioso e nos faz perceber que não podemos viver sem Ele no comando de nossas vidas.
    Acredito que algumas coisas acontecem para nos ensinar, outras acontecem como circunstâncias de alguns erros e outras, simplismente acontecem sem muita explicação.
    É o mistério de viver.

    (Obrigada pela visita viu! Já estou te adicionando também, gosto muito dos seus textos. Espero trocarmos algumas dicas e pensamentos.Abraços!!!)

    ResponderExcluir
  5. Nos momentos difíceis Deus sabe, Deus ouve Deus vê, como canta Ana Karam.

    Visite http://daladier.blogspot.com - Reflexões Sobre Quase Tudo!

    ResponderExcluir
  6. A vida é muito ingrata para alguns... Mas culpar quem?? Deus???

    Não... Deus não quer o sofrimento de ninguém!

    Fico a maditar....

    Bom fim de semana e

    Beijinhos.

    ResponderExcluir
  7. Alice,
    Sem dúvida, a dor alheia nos dilacera o coração!
    Afinal, somos todos frutos da mesma árvore, da mesma essência e carregamos no peito o amor ao semelhante, ao amigo, ao irmão caminhante...

    Assim como nós, o seu amigo segue a trajetória da vida.
    Como todos, procura encontrar o melhor que lhe é de direito. E ele tem o direito ao melhor. Está escrito, somos herdeiros de d’Ele! Fomos criados à sua semelhança!

    Mas, muitos são os mistérios a nos surpreender nos caminhos da vida e no aprendizado diário. Os percalços judiam do corpo físico, retardam o progresso profissional, atrapalha a vida familiar e, parece, nos arrasta para a areia movediça...

    Mas, lembre-se, da mesma maneira que entramos nessa ciranda de dor, tristeza e também de sofreguidão chegará o dia da redenção. Não adianta se debater contra tudo e contra todos, nem se acusar, menos assim blasfemar contra os céus.

    Mas é importante lembrar que muitos reclamam por não ter sapatos, enquanto outros, reclamam por não ter o próprio pé.

    Enfim, a vida é uma lição e um aprendizado diário, como se fosse uma roda-gigante, tem dias que estamos em alta posição, e outros nem tanto. Mas o importante é que a roda do mundo não pára de girar, e a esperança não pode e não deve esmorecer.

    Mesmo em momentos que parece que tudo não tem mais jeito, uma mão divinal, do nada surge, e restaura o bem-estar e a felicidade, iluminando a alma, banhando o espírito de alegria e às portas da realização começam se abrir novamente, mesmo que lenta, mas permanentemente...

    Tem momentos em nossas vidas, como a do seu amigo, que é preciso ‘mergulhar para dentro’, dentro da alma e buscar aconchego... E o encontrará de sobra e reconfortado ficará até o próximo passo!
    O passo da consagração.
    Isso acontece quando o ‘eu finito deixa-se fundir pelo eu infinito’ que tudo sabe e tudo vê.
    É Deus em ação, praticando a restauração...
    Abs

    ResponderExcluir
  8. Maravilhosa Alice, a dor seja fisica ou moral é sempre uma cruz pesada de levar, e perguntamos porquê, porquê eu...só Deus sabe...sou das que procuro, daquelas a quem a dor fisica e moral tudo levou...tenho um anjo e por ele lutarei até cair

    Beijinhos querida amiga e um bom fim de semana para ti e para esse teu amigo

    ResponderExcluir
  9. Olá Alice, passei e Adorei!!!
    Deixo-te um abraço de carinho.
    Fernandinha

    ResponderExcluir
  10. Ah, Alice, que dor nao é mesmo? Difícil superar e entender certas coisas. Somente o Senhor, pode saber dos porquês.

    Grande abraco

    ResponderExcluir

Comente, mas não tente decifrar-me.
Nem sempre escrevo por mim, muitas vezes escrevo para mim também...