7 de maio de 2008

Dia do Silêncio

Pisiuuuuuuuuuuuuu......Silêncio, hoje é o Dia do Silêncio !
Silencie tua alma e ouvirás teu coração.
Silencie teus ouvidos, e ouvirás teus verdadeiros pensamentos.
Silencie a tua boca, e ouvirás o que tem dito tuas atitudes.
Silencie tuas mãos, e ouvirás tuas verdadeiras emoções.
Silencie teu desânimo, e ouvirás o som da alegria.
Silencie tua realidade, e ouça o que dizem teus sonhos.
Silencie o teu orgulho , e ouvirás a tua paz.
Silencie o teu ódio e ouvirás o que te diz o amor.
Silencie teu ceticismo, e ouça a tua paixão.
Silencie tua solidão, e ouvirás o som das pessoas que te amam.
Silencie tua incredulidade e ouvirás sobre os feitos da tua fé.
Silencie tua preguiça, e ouvirás falar de teu sucesso.
Silencie tua TV, e ouça o que te diz um bom livro.
Silencie tua ignorância e saberás o que te diz a sabedoria.
Silencie o teu mundo insano, competitivo, violento e individual,
e ouvirás a Deus.

20 comentários:

  1. Olá querida Alice, hoje é o dia do Silêncio, fiquei a saber á pouco...

    Silêncio não é solidão,
    é sorrir, é chorar,
    é sonhar, é querer,
    é sofrer, é amar.
    Sorrir, para quem me estima,
    chorar, por quem me amargura,
    sonhar, com aquele que anima
    a minha espontânea ternura...
    Sofrer, pelo que sublima
    o Amor que não perdura!...

    Beijinhos de carinho,
    Fernandinha

    ResponderExcluir
  2. Olá Querida Alice!

    Não sabia que hoje era o dia do silêncio.

    Não sei se haverá alguem que aprecie e precise tanto do silêncio quanto eu!

    "O silêncio é de ouro"

    Agora um outro assunto:

    No dia 30 de Abril eu nomeei o seu Blog para um préwmio que me foi atribuido.

    Eu coloquei tudo isso num comentário , tambem com as condições de atribuição do prémio.

    È o mesmo prémuio que atribui ao Lou.

    Agora a Alice alem de publicitar o prémio num post preparado para o efeito, a Alice deverá , caso entenda que o deva fazer... atribuir esse prémio a sete blogs que achar por bem.

    Desculpe eu estar a escrever sobre isto, mas eu receio que a ALice não se tenha apercebido dessa atribuição.

    A Alice faça como bem entender!

    Ok?

    Um grande abraço
    viviana

    ResponderExcluir
  3. Mas não é que era exatamente isso que eu precisava ouvir hoje? Preciso parar de tomar calmantes e me acalmar com os meus silêncios...Valeu!

    ResponderExcluir
  4. Olá querida Alice!

    Obrigada pelo seu comentário no meu blog.

    Tomei boa nota da sua mensagem.

    Tenha um lindo dia
    viviana

    ResponderExcluir
  5. Vivendo no mundo do barulho, na vida vivida midiaticamente, com tantos sons - sonorização, visualização, informação, informação, SOM... Saber escutar o que nos diz o silêncio é exercício de sabedoria. Lindo poema.
    Um abraço

    ResponderExcluir
  6. Silenciei as palavras e pude ouvir o passarinho que canta diariamente na minha janela. Pude ouvir o barulho que as borboletas fazem quando se encontram no vôo. Pude ouvir o som das flores desabrochando em pleno sol.

    Silenciei o coração e pude ouvir minha pele falar. Pude ouvir minhas mãos cantarem. Pude ouvir o som do arrepio da minha alma. Pude ouvir o som de mim mesma desabrochando em pleno sol...

    Beijocas.

    ResponderExcluir
  7. ...........
    Estou fazendo silêncio! :)

    Gostei mto do blog!
    bjs

    ResponderExcluir
  8. E no silêncio, escutei o vento que trouxe as tuas belas palavras e o sentimento de uma linda amizade.

    Beijos com carinho
    Luis

    ResponderExcluir
  9. "Mas o SENHOR está no seu santo templo; cale-se diante dele toda a terra." (Habacuque 2.20)

    ResponderExcluir
  10. Falta um pouco de paciência nas pessoas para poder alcançar o silêncio.
    O agito externo se transforma em barulho interno se não for transformado uma hora...

    Beijos!!

    ResponderExcluir
  11. Alice...Foi um dos melhores recados que li por aqui! Se as pessoas valorizassem mais o silêncio, quantas coisas desnecessária e inúteis não ficariam paradas, empestando o ar...
    Beijos de carinho e muita luz!

    ResponderExcluir
  12. "Ah, mas para chegar à mudez, que grande esforço da voz." [Clarice Lispector.]
    cabe perfeitamente, e é uma das frases que mais gosto! :)

    ResponderExcluir

Comente, mas não tente decifrar-me.
Nem sempre escrevo por mim, muitas vezes escrevo para mim também...