15 de junho de 2008

A morte de minha tia.


Onde está a voz que não escuto ?
Onde está o grito que não sai ? ... gritava ela diante da escuridão de seus olhos velhos e cansados.
Onde está o clamor dos desesperados ?
Onde está o desejo dos apaixonados ?....e gritava cada vez mais alto diante da mudez de suas forças, e sentia a cada instante, que a vida lhe escorregava entre os dedos, e as respostas que queria, só o silêncio responderia.

Foi-se o tempo, passaram-se as horas, e correram os dias, e o silêncio então lhe disse, como um canto que se ouve ao longe, e como uma brisa fria e refrescante que envolveu sua alma quente, e lhe entregou as respostas e o descanso em sua vida ausente.
E em breve instante, nada mais havia.
Nem a dor e nem o dia, nem o tempo e a correria, enfim, era o esperado fim de sua vida.

Foi assim, a morte de minha tia, - linda e doce tia Beatriz -, que lutou por todos em sua vida, amou como poucos e se dedicou a todos como ninguém.
Pianista reconhecida por todos, tocou para reis e rainhas num tempo onde as mulheres sequer podiam falar.
Gritou sua independência e inteligência, e por isso foi impedida de se casar.
Perdeu amores e ganhou a liberdade, mas como ninguém que conheço, foi amada .

Foi roubada em seus sonhos, abandonada por seus amores, realizada em sua música, admirada por muitos, respeitada por todos.
Linda com seus olhos azuis celeste e seus cabelos brancos como a neve, deixou pra mim grandes lições de vida e uma saudade imensa e sem fim.

Morreu aos 98 anos, mas vive em mim, para sempre.

15 comentários:

  1. A Beatriz deve ter sido sem sombra de dúvidas uma pessoa brilhante e interessante.

    Ao falar em morte penso em meu avô Divino que esta com Alzheimer, os médicos não tem dado muitoo tempo para ele =/

    E ele cada vez + feliz e alegre em Cristo. Vai entender...


    Deus tenha sua tia
    E ajude vc a superar qualquer saudade

    Abraços Alice
    Fique na GRAÇA

    ResponderExcluir
  2. Alice...
    Um abraço forte
    um beijo querido
    sempre feliz com a sua vinda !!!
    Bjs do ZC

    ResponderExcluir
  3. A morte é sempre triste, por mais que nos preparemos para ela... Por isso, percebo a importância de viver cada dia, da melhor maneira possível, para não haver arrependimentos quando o tempo terminar...
    Beijos de luz e uma semana muito feliz para você, Alice!!!

    ResponderExcluir
  4. Oi minha querida e estimada Alice.
    deus precisava de um anjo ao seu lado.
    Assim foi com sua tia.
    Mais um anjo para ajudar deus na sua luz eterna.
    Obrigado por sua visita ao meu cantunho.
    Espero que tenhas gostado.
    Beijos e fique na paz.
    pois sua tia de lá de cima manda mil estrelinhas para vc.
    beijos amiga.
    Voltarei mais vezes.

    ResponderExcluir
  5. Olá querida Alice,

    Que lindas palavras... do seu coraçãozinho triste e saudoso, para a tia Beatriz!

    Eu sei quanto custa!

    Eu conheço muito bem a palvra saudade...

    Eu sei o sabor das doces lágrimas, vertidas por pessoas lindas, como a tia Beatriz...

    Só o tempo vai ajudar a ciatrizar a ferida aberta!

    Um grande e carinhoso abraço
    Viviana

    ResponderExcluir
  6. Jeito bonito de falar do momento, o momento que só a pessoa, diretamente envolvida, consegue ver e fazer. E a gente, como expectador do momento, vai, vai,vai, até a porta que faz a passagem. Lembrei-me da despedida de meu pai.
    Um abraço

    ResponderExcluir
  7. A música da tia Beatriz se calou para nós mas acordou para a eternidade. Viva a Tia Beatriz.

    ResponderExcluir
  8. Bonita homenagem. As palavras fazem parte de um limitado código, mas é amplo, largo o modo de dizer sentimntos usando as palavras como os que você mostrou aqui. Só com palavras.

    ResponderExcluir
  9. Sabia que monges chineses fazem festa no dia da morte, pq pra eles a morte é o encontro com o deus no qual eles creem e por isso não há motivo para tristeza...

    ResponderExcluir
  10. bom dia!!!
    gosto muito de seu blog e ficaria muito feliz em ser um parceiro seu. sou adm. do blog "o fogo anda comigo" (thefirewalkswithme.blogspot.com) que tem como fim divulgar nova e boa poesia, na ideia de um sarau amplificado!
    adoraria ter sua ajuda na divulgação da iniciativa a partir de seu blogroll. (me envie um email- ofogoandacomigo@yahoo.com.br - para eu colocar seu link la).
    Obrigado.

    ResponderExcluir
  11. Alice, temi ler este poema, pois sinto-me próxima dos sentimentos que te motivaram a escrevê-lo. Lindo, mas muito, muito triste!
    Grande abraço e minhas sinceras condolências.

    ResponderExcluir
  12. Se no dia que eu morrer escreverem algo assim, já valeu a pena.

    ResponderExcluir
  13. emocionante.
    e com certeza ela está num lugar muito iluminado :)

    ResponderExcluir

Comente, mas não tente decifrar-me.
Nem sempre escrevo por mim, muitas vezes escrevo para mim também...