29 de julho de 2008

TRANSPARÊNCIA


Quando pensas que me enganas ,

então eu te descubro,

quando pensas que te escondes,

então eu te decifro,

quando pensas que partiste,

então é que te encontro.


***

19 comentários:

  1. Bom Dia!

    Muito intenso e belo.

    Abri mais um blog...

    Espero sua visita lá.


    beijooo.

    ResponderExcluir
  2. Com uns olhos desses, não dá (nem) para (desejar) escapar...

    ResponderExcluir
  3. Alice,

    Os textos são muito bonitos. Deixei um comentário no seu outro blog. Agradeço por sua visita no meu blog.

    Graça e Paz.

    ResponderExcluir
  4. Oi Alice....
    Queria ter o dom de decifrar certas pessoas enigmáticas...
    Sabe aquelas pessoas que nos surpreendem...qdo acha que ela vai ter uma atitude e tem outra...
    Ou qdo ela não gosta de uma atitude que vc tenha tomado achando que a outra pessoa adoraria...
    O mundinho complicado, sô...

    Beijinhos

    ResponderExcluir
  5. Aqui nasceu o Espaço que irá agitar as águas da Passividade Portuguesa...

    ResponderExcluir
  6. Seu poema é muito bem construído e mostra, como os pensares, mesmo de duas pessoas que se querem, podem ser tão diferentes!

    Gostei demais!

    Beijos de luz...

    ResponderExcluir
  7. Olá querida Alice, adorei o teu poema... Muito intenso!
    Beijinhos de carinho,
    Fernandinha

    ResponderExcluir
  8. Tem um ditado assim:
    Você pensa que me engana e eu finjo que acredito.
    È engraçado mas é a mais pura verdade.

    Beijo.

    ResponderExcluir
  9. obrigada pelo comentário, fiquei muito feliz.
    Mas é claro que pode, posso te linkar tbm?


    Um beijo e voltarei amanhã.

    ResponderExcluir
  10. Muito lindo seu blog... Virei visitante assídua! beijos
    Parabéns!

    ResponderExcluir
  11. São também pelas sutilezas que evidenciamos nosso afeto.
    Cadinho RoCo

    ResponderExcluir
  12. Olá querida Alice,

    Sempre inspirada!

    Quanta coisa bonita a sua alma tem!

    È como um manancial que não se esgota.

    Fique bem, fique com o bom Deus
    Um abraço
    Viviana

    ResponderExcluir
  13. È claro que pode querida, já te linkei.

    Beijoo e volte.

    ResponderExcluir
  14. Haha... Contigo, não há como escapar. Belo poema!

    ResponderExcluir
  15. Enganar, descobrir, decifrar,partir e encontrar de novo...

    ResponderExcluir

Comente, mas não tente decifrar-me.
Nem sempre escrevo por mim, muitas vezes escrevo para mim também...