15 de novembro de 2008

NIL BRITO

Quem esteve me visitando aqui no meu "país do pensamento"-Ubachuva, opsss!! digo: Ubatuba... foi meu querido amigo Nil Brito. Talvez alguns de vocês que me visitam ainda se lembrem dele e de seu excelente blog, que aliás, só deixou saudades na blogosféra.
Pois é, ele veio a Ubatuba terminar seu livro que logo-logo estará saindo quentinho do forno para todas as melhores livrarias desse nosso Brasilzão, e para deleite de muitos, estará também em nossas bibliotecas particulares.
Estou até agora "degustando" a felicidade de tê-lo recebido e conhecido.
Pudemos levá-lo a um delicioso passeio por Ubatuba que foi um verdadeiro "city-tour"...rssss. Terminamos nosso passeio comendo uma deliciosa pizza e comemorando nossa amizade juntamente com meu maridão Tatá e nosso querido amigo Robson, o famoso Shoko2 (leia-se xocotwo)...rsrsss.

Fica aqui nosso abração a você Nil, e também nosso desejo que você venha mais vezes aqui na terrinha de "Cunhãbebe" pra que gente finalmente possa tomar aquele café caiçara juntinho com a Márcia (mamanunes) e com sua esposa Júlia !!

Adoramos conhece-lo !!!

4 comentários:

  1. Um BEIJO ao Nil! Uma louvação á amizade! A foto está belíssima, Alice. Estão os dois a irradiar muita coisa boa, sabia?

    ResponderExcluir
  2. Nada como uma amizade conquistada e persistente, através do tempo...

    bjs

    ResponderExcluir
  3. Alice,

    O post ficou ótimo! Estou de volta à terrinha aqui para as várias atividades, como sempre. O livro está nos finalmentes. Acho que será publicado até fevereiro. Obrigado por tudo. Vou lhe mandar as outras fotos que tiramos.

    Abs ao Tatá e ao Robson

    ResponderExcluir
  4. é é...
    ''lembro-me demais da conta desse rapaz''.
    sempre aparecia em meu blog, até desaparecer...
    ele até foi o primeiro linkado...
    mas sumiu de repente..

    sorte no livro (que ta nos finalmentes...)

    ps. de certo que terei meu exemplar...
    abçs alle!

    ResponderExcluir

Comente, mas não tente decifrar-me.
Nem sempre escrevo por mim, muitas vezes escrevo para mim também...