29 de novembro de 2008

REFAZENDO

...E no vai-e-vem das emoções
vou conhecendo novas sensações,
Vou crescendo e descobrindo
que "ser humano" nem sempre é tão lindo,
Vou vendo e entendendo
o porque sempre me rendo,
E aprendo humildemente
a fazer tudo novamente...

24 comentários:

  1. Alice,

    seus poemas são sempre tão bonitos e inspirados que eu me reservo o silêncio para deixá-los intáctos e não mexer em nada.

    Abrçs,

    Roger
    PS: Como você conseguiu esse Tag para traduzir o Blog?

    ResponderExcluir
  2. Fazer e refazer. Prática dos sábios. Bjs grandes, a ti!

    ResponderExcluir
  3. Alice seu blog é muito bom.
    Com poucas linhas você escreveu um grande soneto.
    Parabéns e uma boa semana com saúde e dinheiro no bolso.

    ResponderExcluir
  4. Começar de novo...
    vai valer a pena ter amanhecido...

    É uma múcica de
    Ivan Lins
    que é um hino ao recomeço...

    http://www.youtube.com/watch?v=H1PVRqYEveA

    Lindo poema, Alice

    bjs

    ResponderExcluir
  5. Foi bom te conhecer, foi muito bom vir aqui.
    Belo poema.Parabens
    Maurizio

    ResponderExcluir
  6. E assim é..sempre com a mão na massa!
    beijos mana!

    ResponderExcluir
  7. Olá queridas Alice, fazer e refazer, uma boa prática... Adorei Amiga!
    Beijinhos de carinho e ternura,
    Fernandinha

    ResponderExcluir
  8. Roger, só a sua presença aqui me diz muita coisa....
    O Tag tradutor foi a Márcia, mamanunes quem colocou... passa lá que ela coloca pra vc !

    www.mamanunes-koinonia.blogspot.com

    bjus pra vc amigo !!

    ResponderExcluir
  9. Pois é minha amiga sua palavras mostram ser muito verdadeiras. O "ser humano" nem sempre é tão lindo.
    Muito bem aproveitado estes componentes. Os meus parabéns! Um forte abraço do meio do Atlântico das ilhas dos Açores Portugal.

    ResponderExcluir
  10. Lindas palavras!
    Gostei tanto que confesso que até coloquei seu texto no meu perfil do orkut!
    Abraços!

    ResponderExcluir
  11. Voando pelo espaço virtual de blogs amigos vim, feliz, pousar no seu espaço inteligente e criativo. E gostei verdadeiramente. Tornarei outras tantas vezes a visitá-lo porque cativou-me.

    Fica meu fraterno abraço amigo.

    ResponderExcluir
  12. Alice, minha querida!

    "Vou vendo e entendendo
    o porque sempre me rendo,
    E aprendo humildemente
    a fazer tudo novamente..."

    É assim também a nossa vida nas mãos de Deus, não é mesmo?

    Conhece a música "Vaso Novo"?
    Cantamos na minha Igreja!

    "...quebra a minha vida,
    e faze-a de novo,
    eu quero ser,
    eu quero ser,
    um vaso novo!"

    Lindo poema, amiga linda!

    beijinhos carinhosos,

    Neli

    ResponderExcluir
  13. Este deveria ser um poema declamado por todos nós, não é mesmo?

    Abraço querida.

    ResponderExcluir
  14. É uma delícia vir aqui e encontrar todos esses recadinhos tão carinhosos... isso alegra o meu coração !

    beijos para todos !

    ResponderExcluir
  15. Olá querida Alice, passei para desejar uma boa semana... Beijinhos de carinho e ternura,
    Fernandinha

    ResponderExcluir
  16. Olá minha estimada amiga.
    Mais uma vez suas grandes sabedorias, muito belo e reflexivo esse seu texto.
    Obrigado por suas visitas e seus comentários tão carinhosos em meu cantinho.
    Uma semana iluminada por deus.
    Muita paz, luz e fé.
    Beijos, amiga.

    Regina Coeli.

    ResponderExcluir
  17. Voltei Alice,para deixar um abraço e um bom dia para vc.

    bjs.

    ResponderExcluir
  18. Aprender, aprender sempre.

    (e não se desiluda porque ainda há muitos seres humanos lindos)

    ResponderExcluir
  19. Alice, as palavras dos teus poemas chegam como bálsamo.

    Beijos

    ResponderExcluir
  20. Alice,

    O barro, a argila, um vaso. Esses elementos estão relacionados na Bíblia com o ser humano. Acredito que Deus nos deu a capacidade de estar sempre refazendo, nos moldando, aperfeiçoando, sempre. Belo poema, como sempre.

    Abraço.

    ResponderExcluir
  21. Recomeçar dá trabalho...mais trabalho ainda é re-recomeçar...

    Mas a gente tenta...

    Beijinhos.

    ResponderExcluir

Comente, mas não tente decifrar-me.
Nem sempre escrevo por mim, muitas vezes escrevo para mim também...