16 de fevereiro de 2009

ALMA DOMADA

tic-tac...tic-tac...Um pouco mais,
só mais um pouco
por pouco tempo,
um tempo louco...tic-tac...tic-tac...

(...Esperar, esperar, esperar,
me enlouqueçe ter que esperar...)

De natureza aflita, curiosa e apressada
Alice foi lentamente formada,
e a vida , essa irônica e danada,
faz com que Alice enfim defina-se
uma rebelde alma domada.

17 comentários:

  1. Alicelinda,

    Lindo poema e linda imagem!

    Eu adoro a Alice no País das Maravilhas!

    Eu adoro você, amiga!

    Fica bem, fica na Paz!

    beijinhos,

    neli

    ResponderExcluir
  2. O Tic-tac daquela Alice, era para não parar, não perder tempo. O tempo urge. E é a pura verdade. Já tenho 47 e ainda outro dia, tinha 20...

    ResponderExcluir
  3. Porque me vou ausentar, a partir de hoje à noite e até meados da próxima semana, não poderei, neste período, fazer, como tanto gosto, as habituais visitas e comentários.
    No entanto deixarei programado (assim espero!) um post para ser publicado na quinta-feira (Anita) e outro para domingo, que, se quiseres, podes ir ver.
    Hoje ainda, tenciono publicar no Lírios.
    Até ao meu regresso.
    Bom Carnaval.
    Beijinhos
    Mariazita

    ResponderExcluir
  4. Nananinanão. Estou puxando uma cadeira pra discordar.

    Você não chegou até aqui, com esses versos rebeldes e revoltos, pra ser uma alma domada. Dobrada talvez, mas domada NUNCA.

    E o tempo, Alicinha...o tempo não existe. Quer uma amostra? se a gente olha pruma estrela, a gente está olhando pra milhões de anos no passado, certo? Mas se alguém olha pra gente aqui na Terra, daquela estrela, está olhando pro passado também. Ou seja, nós também já passamos.

    Firme-se em Deus, que é o Senhor do Tempo. Nele, no centro, a gente não sente o tempo passar.

    Pode parecer um monte de bobeira e metafísica, mas não custa tentar. Melhor tentar qualquer doideira do que se deixar domar.

    Beijos, força!

    ResponderExcluir
  5. Linda poema. Na eloquência das palavras conseguimos dizer o que está preso no nosso íntimo.

    Beijosssssssssss

    ResponderExcluir
  6. Lindo poema!

    Sempre muito bom passar por aqui.

    abraços

    ResponderExcluir
  7. Ai, nem me fale em esperar. Isso me deixa louuuuuca!! rsrs...
    grandeabraço!

    ResponderExcluir
  8. Muito bonito esse seu poema!
    Faz-me ter vontade de voltar...

    Beijos!

    ResponderExcluir
  9. Querida Alice,

    O povo diz:

    "Quem espera, desespera".

    Mas isso é para quem não tem Cristo no coração.

    Com Ele em nós... a espera é bem mais fácil de se enfrentar.

    Um beijo, amiga linda.

    Viviana

    ResponderExcluir
  10. O que a gente não pode perder, Alice, é a esperança...
    Afinal, Deus é Deus!!!
    bjs

    ResponderExcluir
  11. Nossa faz um tempinho que não passo aqui hein?
    Já estava com saudade!
    Adoro esse blog!
    Amei vc falando da Alice no post!
    Depois passa no meu?
    Bjs

    ResponderExcluir
  12. Tudo aqui esta cada vez mais bonito amiga,parabéns.

    Tem selinho la pra vc.

    beijooo.

    ResponderExcluir
  13. O dia da espera está chegando finalmente!

    Um beijo em vocês!

    ResponderExcluir
  14. Amor da minha vida, ainda bem que estou esperando junto com vc....alma iluminada!!!

    ResponderExcluir
  15. Olá

    Recentemente reli Alice, e gostaria muito de saber o sentido da viagem dela, assim como Bruno Bettelheim fez com alguns contos de fada..

    Abraços
    http://cartasaoavesso.blogspot.com

    ResponderExcluir
  16. Alice, tenho um desafio para você lá no meu Blog, querida
    Bjs (estou orando)

    ResponderExcluir
  17. TIC TAC TIC TAC ninguém gosta de esperar ..
    TIC TAC TIC TAC é fácil se por em seu lugar ..
    TIC TAC TIC TAC seus textos são lindos ninguém nunca vai negar ..

    ResponderExcluir

Comente, mas não tente decifrar-me.
Nem sempre escrevo por mim, muitas vezes escrevo para mim também...