25 de abril de 2009

Zebraiando uma zebraia danada


E eu ando mesmo é muuuuiiittooooo "zebraiada".
Já não sei se a vida é preta de listras brancas ou branca de listras pretas.
Me "zebraio" toda diante das mazelas e esparrelas mais esdruchulas que vejo sendo atiradas ao meu redor, e que (querendo eu ou não) vivem respingando em mim.

Vem um e me conta uma coisa ,
vem outro e me leva outra coisa,
volta o um e me sacaneia com todas as coisas
e volta o outro e me enrola com mais outra coisa....
E lá vou eu, sem saber o que falo ou o que faço diante de tanta "zebraia" que me faz essa "zebrolândia zebroza" louca e desvairada.

Me diga você se não é mesmo um balaio de gato...Ops !! , digo, balaio de zebra:

É bode vestido de zebra dizendo que é seu amigo,
ou amigo que tira a roupa de zebra e vira bode no meio do caminho.

É ovelha marcada e perdida,
é cão faminto e abandonado,
é muito gato pardo e todo molhado.
e um monte de rato que nunca fica assustado

É um monte de pangaré manco e mula empacada
e de mamute "amnético" tendo ataque epiléptico

É um tal de bicho que vira, que grita e que espirra
e que só sai do armário em pleno meio dia
mas ainda pior é aquele que rumina, rumina e rumina
sem nunca conseguir engolir dessa vida a sua sina.

Tem muito pescossudo e muito orelhudo
bisbilhotando e fazendo de um nada um grande tudo
e tem também os tais rastejantes e iluminados
que se inflam todos quando são delatados.

Mas de toda "zebraia" que rola a minha volta
chato mesmo é o urubu que cisma em fazer minha escolta
e por mais que eu me esforçe e espante o bicho
o que ele quer mesmo é comer todo o meu lixo.


iiiiihhhhhhhhhh....mas que zebraia danada de doida sô !!

10 comentários:

  1. QUERIDA ALICE, BELÍSSIMA POSTAGEM... VOTOS DE BOM DOMINGO... BEIJINHOS DE AMIZADE,
    FERNANDINHA

    ResponderExcluir
  2. Alice,

    Seu texto me intriga e me desafia, pois ao mesmo tempo que denuncia o espírito da época em que vivemos, também é bastante enigmático. Te ler me faz bem. Obrigado!
    AH, seu novo layout ficou ótimo.

    Abraço forte,

    João

    ResponderExcluir
  3. Muito bom seu texto.

    Vivemos mesmo infelizmente num tempo de zebraiada e de urubuzada.

    Temos que estar atentos para não nos deixar levar por essa onda,onde um engana o outro,passa a perna,derruba, e se pudesse faria desaparecer...

    Ser humano é ser humano,isto é,zebra,zebraiada,pena,né?

    Jacira

    ResponderExcluir
  4. Que Zebra doida em Alice, o pior e que ela está comigo também.

    Beijosssss

    ResponderExcluir
  5. Querida Alice

    De repente é uma questão de mudar a expectativa. Se a gente pensar que tudo está horrível, ninguém mais é confiável, tudo parece dar errado..... então, quando alguma coisa der certo, aí é que vai ser zebra, não é?

    Eu sempre disse que a vida é mais feita de exceções do que de regra. Quando você tem tudo pra pensar que vai ser de um jeito, aí é que sai de outro!!!

    Que as suas listinhas brancas possam ir se alargando cada vez mais, até você virar um "little poney", totalmente branco (mas com lindas crinas multicoloridas, como os pôneis da minha neta! rsrsrs)

    Beijoca

    Talita

    ResponderExcluir
  6. Sugestão: monte um guichê e cobre um real pro pessoal ver a bicharada, zebras e tudo o mais. Ah, avisa que podem dar de comer ao urubu...

    ResponderExcluir
  7. Vixe, também ando vendo muitas zebras por ai...rs
    Beijo

    ResponderExcluir
  8. Cuidado minha querida amiga, tem sempre uma zebra disfarçada que nos espera em cada esquina ;)


    beijinhos e uma seman acheia de felicidade...espero que o teu marido esteja bem :)
    um abraço para ele

    ResponderExcluir
  9. O que eu achei muito engraçado foi essa zebra pendurada na árvore, meu, zebra já tá dando em árvore, antes a gente falava que urubu tá voando de costas, agora zebra dá e árvore, eu heim???

    ResponderExcluir

Comente, mas não tente decifrar-me.
Nem sempre escrevo por mim, muitas vezes escrevo para mim também...