26 de junho de 2009

Expectadores da Vida

Somos todos expectadores.
Expectadores da vida.
Todos os dias nos sentamos confortavelmente e assistimos a mais um ato.
Um ato de amor ou de ódio, um ato de rancor ou de saudade, um ato de alegria ou vaidade, de tolice ou burrice, ...mais um ato, onde nossos próprios atos nos comprometem e nos denominam.
Abrem-se as cortinas e todos entramos em cena.
Apresentamos nossas melhores falas e usamos nossos mais poderosos olhares, somos tão fiéis aos nossos papéis e sabemos tão bem como interpretá-los que é impossível competirmos entre nós. Não haveria prêmios suficientes para todos.
Mas com o passar dos anos e dos atos apresentados, venho descobrindo que toda nossa interpretação é cada vez mais frágil e solitária, e que nunca seremos o sucesso que queremos ser.
Nós somos a platéia.
Nós somos os expectadores.
Nós nos aplaudimos ou nos vaiamos.
Nós nos emocionamos ou nos detestamos.
Todos os outros para quem pensamos mostrar algo, também estão a interpretar para si próprios.
É mesmo uma super-produção e uma caríssima e belíssima obra essa nossa vida.
Somos todos atores interpretando a nós mesmos e em busca de um final feliz e surpreendente, em busca da aprovação , do amor, do aplauso...em busca dos expectadores que nunca vem.
Então, descobrimos que todo nosso talento será esquecido, o que pensamos ser nosso legado não significará nada, nossa fortuna não será gasta por nós, e os críticos sempre estarão a postos para nos destruir, nos difamar, nos diminuir.
E em meio a esse silencio, e só se houver muito silencio mesmo, é que perceberemos Sua Presença na coxia...
E eu , que queria tanto agradar, que desejava tanto amar e ser amada, que sonhava tanto em fazer algo belo, descubro que é ELE quem tem se agradado de mim, que tenho sido muito amada por ELE , e que é ELE quem tem recebido todos os meus sonhos e cuidado de cada um deles...
Tudo foi ELE quem fez, tudo é ELE que torna agradável, e todo meu amor é DELE que vem.
E eu me silencío e me emociono com Sua doce presença e Seu olhar de amor.
E quando percebo, as luzes se ascenderam, as cortinas se fecharam, o cansaço se acabou, as dores já não existem mais e finalmente não será preciso interpretar.
Posso enfim ser apenas eu e saber que já tenho por quem esperar.

14 comentários:

  1. tem razão tudo ñ passa de um espetáculo ...

    ResponderExcluir
  2. QUERIDA ALICE, BELÍSSIMO TEXTO... ADOREI!!!
    VOTOS DE UM SUBLIME FIM DE SEMANA, COM MUITO AMOR E PAZ... ABRAÇO-TE COM MUITA AMIZADE,
    FERNANDINHA

    ResponderExcluir
  3. Olá querida...
    Parabéns pelo blog ameeei!
    Bom estou aqui porque gostei muito do blog e quero saber si aceita parceria...
    Caso deseje a parceria dar uma passada no meu blog e me avisa lá tem um mural,ou pode deixar um comentário!
    Beijooos floor!

    http://umamorprecorda.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  4. Oi, Alice!

    Ele é o Grande Autor!
    Mas muitas vezes O encontrei no palco do espetáculo de minha vida, ou escondido atrás, na coxia, onde precisou... e me tornou de expectador a alvo de Seu Amor sem fim...

    Beijos

    ResponderExcluir
  5. Impressionante a forma que você captou tudo isso.

    "...As dores já não existem mais e finalmente não será preciso interpretar..."

    Realmente, Ele sabe de tudo.

    Bejo!

    ResponderExcluir
  6. Alice do céu!

    Continua, menina.

    Esse aí pode ser o primeiro capítulo de um livro, ó, não estou brincando não, falo sério.

    Muito sério.

    A história de uma mulher que só interpretava, e que um dia resolveu trazer Jesus para o centro do palco...

    ResponderExcluir
  7. sempre Alice.

    no teatro da vida
    Deus ocupa o lugar da frente
    e espera sempre dos seus atores
    o melhor...

    beijos muitos
    e você tem um coração lindo.

    ResponderExcluir
  8. Nasceu!
    Nascem a todo o instante
    Os sentires vindos da alma
    Tatuados a cada semblante

    Um beijo na tua procura
    Um abraço fica suspenso
    Um sorriso desponta da tristeza
    Um olhar prende o momento


    Boa semana


    Doce beijo

    ResponderExcluir
  9. Saudades do mundo das tuas palavras..

    mas estou de volta pra poder me inebriar de novo com elas...

    Tudo como sempre, lindo!

    Parabéns!
    Abraços!
    Poetíssima...

    www.soirild.blogspot.com

    ResponderExcluir
  10. Olá minha linda amiga Alice.
    A vida em sí é um palco, aonde nos somos os atores.
    Um lindo Post.
    Uma semana bençoada por Deus.
    Fique na paz.
    Obrigado por sua visita ao meu cantinho.
    Como sempre seu cantinho muito lindo e ilumindo.
    Regina Coeli.

    Beijinhos doces, minha amiga.

    ResponderExcluir
  11. Alice,

    Linda postagem. Muitas vezes fugindo para o silêncio de uma caverna, Ele nos alcança com uma voz mansa e delicada e nos diz: "O que fazes aqui, vai e volta para o teu chamado, o teu caminho, pois você não está sozinho".

    Abraço.

    ResponderExcluir
  12. Alice, muito lindo o seu texto!!!

    Já me peguei muitas vezes a pensar se o que faço é para agradar a outros, a mim mesma ou a Ele...
    Enfim, as minhas motivações...

    E, ao deixarmos o palco das nossas existências, o que deixaremos de perene???

    Nossa vida é como a flor, e num instante jánão somos, de tão passageira...

    Melhor mesmo é agradar a Ele, que é eterno!!!

    abçs

    ResponderExcluir
  13. Belissimo o seu texto. Parabéns
    Abraço
    Cristina Fernandes

    ResponderExcluir

Comente, mas não tente decifrar-me.
Nem sempre escrevo por mim, muitas vezes escrevo para mim também...