7 de junho de 2009

Menopausiando ??

Tem gente que diz que não tem do que se arrepender. Diz que valeu a pena viver tudo o que viveu e que se pudesse, faria tudo igual.
Felizes são eles.
Eu me arrependo, e me arrependo muito.
Me arrependo de ter feito tantas coisas que nem sei mais contar quantas foram. Vou chegando aos 50 anos de idade e com milhões de arrependimentos.
Fiz escolhas erradas, tomei decisões precipitadas, assumi , decidi, encarei, chamei pra briga, me posicionei, falei, gritei, berrei, fui onde não devia , fumei o que não devia, bebi o tanto que não podia, chorei demais, confiei demais, me entreguei demais, abri mão de amigos e parentes, fui intransigente, abri mão de sonhos e projetos, me iludi além da conta, e me arrependo demais.
As vezes penso como seria hoje minha vida se eu tivesse feito outras escolhas, tomado outros caminhos, completado meus projetos e realizado meus sonhos, enfim, se eu tivesse conseguido viver uma vida simples, comum e corriqueira como uma mortal qualquer.
Será que hoje eu seria mais descomplicada, mais segura, mais completa, mais calma? Teria eu alcançado meus sonhos, realizado meus planos ? Estaria eu hoje em melhor estado? Será que os anos teriam passado tão rápidos também?
Se Deus me desse a oportunidade de começar novamente, certamente eu faria tudo muito diferente.
Ouviria mais meus pais, prestaria mais atenção a aulas, não seria tão rebelde, seguraria mais meus impulsos, me dedicaria mais a mim mesma, cuidaria mais de mim mesma, não cederia tanto aos outros, seria mais egoísta e diria mais vezes a palavra NÃO, falaria menos, aceitaria menos, sorriria menos, me preservaria mais, me valorizaria mais, me respeitaria mais.
Se isso fosse possível certamente eu não estaria aqui hoje.
Gosto do que tenho porque já não sei mais do que gosto. Não me empolgo mais, não me motivo mais, não sonho mais e nem mesmo a cor que mais gosto eu sei dizer.
São quase 50 anos de tanta decepção, desilusão, espera, silencio, subestimação, humilhação, desvalorização, solidão e cansaço que nem meu bom humor tem suportado mais (e olha que eu me esforço em ser bem humorada!).
Ando oscilante, hormonal e emocionalmente.
Ando triste, emocional e espiritualmente.
Ando cansada, física, emocional e espiritualmente.
Não se preocupe, não é depressão, é constatação.
Continuarei levantando-me todas as manhãs, cumprindo os deveres que assumi cumprir, sorrindo e tentando sorrir, sendo educada e educando, sendo tudo aquilo que devo ser, afinal, sou disciplinada e obediente por origem, mas se hoje alguém me perguntar o que EU quero (pergunta que jamais me fizeram), certamente descobrirão que não sei mais o que responder.

Mas como boa Alice que sou, posso simplificar tudo isso só para que ninguém se preocupe e terminar esse texto facilitando (característica minha) e dizendo:

-Não liga não, é a menopausa.

21 comentários:

  1. "Tudo passa ...tudo passa !Coragem !
    abraço.

    ResponderExcluir
  2. Olá Alice,

    Gostei muito do seu texto.

    Essa sua franqueza é admirável, boa amiga.

    Há por aí tanta gente que sente tanto do que aqui nos diz, mas não o demonstra...

    Esconde.
    Esconde e tem medo que alguem desconfie...

    Vivem da aparência.

    Mas a Alice, falando-nos assim, chama-nos a atenção para tanta coisa importante!

    Obrigada.

    Deixo-lhe um abraço

    viviana

    ResponderExcluir
  3. Precisamos do seu talento como escritora para nos ajudar na luta contra a corrupção, a falta de ética e a falta de moral no Brasil.

    Precisamos conscientizar os cidadãos brasileiros que só vamos conseguir um Brasil com justiça social e com políticos honestos e éticos quando o governo do PT deixar o poder.

    Todos nós devemos estar comprometidos nesta luta, e principalmente vocês que tem o dom de escrever e de transmitir idéias de forma clara e convincente

    ResponderExcluir
  4. Sinceridade grita em seu texto!Ninguém faria tudo igual ,pois ninguém pode ter certeza do que não viveu,do que não fez.

    Este seu sentimento não me parece menopausa e sim ser honesto consigo mesmo.

    Gostei de ler...

    Um beijo!Sonia Regina.

    ResponderExcluir
  5. Menopausa ou não, tens minha solidariedade, minha torcida, minha admiração.

    ResponderExcluir
  6. Oi querida, adorei teu texto. Me sino exatamente assim (e olha que só tenho 22).
    Também sou Alice...
    Espero que possamos manter contato.
    Gosto de pessoas como você (isso não foi uma cantada) sensíveis.

    Beijos

    ResponderExcluir
  7. Oi querida, adorei teu texto. Me sino exatamente assim (e olha que só tenho 22).
    Também sou Alice...
    Espero que possamos manter contato.
    Gosto de pessoas como você (isso não foi uma cantada) sensíveis.

    Beijos

    ResponderExcluir
  8. Alicinha querida

    This is the first day of the rest of your life!!!

    Vai contar é daqui pra frente. Pior do que ter feito coisas com as quais você não concorda hoje é ficar se recriminando por ter feito. Dobra a angústia.

    Uma vez o Tonho lançou uma campanha que se popularizou muito entre os nossos amigos, que era: "Pare de encher seu próprio saco"! rsrsrs Ele começou a campanha com ele mesmo, tentando diminuir as cobranças, mas logo foi tendo muitas adesões, pois causava um grande alívio.

    Fazer 50 anos não é mole, não, as limitações são uma realidade, mas você ganha muitos outros atributos que não tinha antes - juro que não é consolo. E um deles é que você se permite mais liberdade pra ser você mesma, o que você já está mostrando com esse post.

    Passado o impacto da chegada desta nova década, vem o desfrute. Aguarde pacientemente e, enquanto isso, faça planos para a "nova Alice", aquela que você quer ser!

    Beijoquinha

    Talita

    ResponderExcluir
  9. Alice,
    Seu "balanço de vida" foi bárbaro e verdadeiro. Expor a alma dessa forma não é para qualquer ser humano. E você provou que é uma fortaleza mesmo que se sinta momentaneamente fragilizada. Viver é isso: fazer, não fazer, correr, ficar parado, sorrir, chorar, tropeçar, cair, levantar...
    Toda essa bagagem de vida é que nos faz o que somos. Desejo uma virada de página e um recomeço diário com muita alegria e ealizações por vir. Adoro seu blog e suas escritas.
    Bjs

    ResponderExcluir
  10. O mundo seria melhor de respirar se todos tivessem a sua sensibilidade...

    Abraços!

    www.soirild.blogspot.com

    ResponderExcluir
  11. O mundo seria melhor de respirar se todos tivessem a sua sensibilidade...

    Abraços!

    www.soirild.blogspot.com

    ResponderExcluir
  12. O mundo seria melhor de respirar se todos tivessem a sua sensibilidade...

    Abraços!

    www.soirild.blogspot.com

    ResponderExcluir
  13. Alice, minha querida!

    Eu sei bem o que é esta tua última frase.

    "-Não liga não, é a menopausa."

    Há cinco anos que ela me consola nos meus momentos de crise, hehehe

    Amiga linda, só você sabe as coisas por quê tem passado. Que Deus alivie teu fardo, e que teu caminho seja suave.

    beijo carinhoso de "entendida", hehehe

    Neli

    ResponderExcluir
  14. Oi Alice! Bom dia!

    Olha! Eu acredito que esta angustia seja inevitável, a medida em que sentimos o tempo passando e começamos a achar que já fizemos o que podia-mos fazer por nós em nossa vidas... É a crise da meia idade!... Quem não passou, ainda passará... Eu já passei, e foi cedo, aos 35! Me senti um velho, tão sem ilusões... Perdi a motivação para sonhar, e sem sonhos, ninguém pode ser feliz!
    Mas com o tempo, fui compreendendo que me sentia um peixe fora d'agua, porquê inconcientemente, insistia em tentar manter os meus 20 anos, desejando meninas de 18, e pensando em sonhos antigos... Mas um dia acordei, e vi que deveria mudar tudo... Sofrer uma transformação! Teria que me transportar para aminha idade real, e ir atrás de novos sonhos... Fiz isto, e hoje me sinto feliz e não me importo com a idade, me acho sempre bem novo ainda!... Mês que vem completo 44, e já me projetei para os 60! Vou cuidando da saúde, pois se chegar lá quero estar em boa forma!rsr

    QUANTO AOS ERROS QUE COMETEMOS NA JUVENTUDE, É ASSIM MESMO! qUE PENA QUE A EXPEIÊNCIA TRAS COM ELA A IDADE NÉ?

    TENHA UM LINDO DIA

    BEIJOS.

    ResponderExcluir
  15. Gosto muito de te ler.. muito, muito, por demais!

    É por essa e por outras que tem uns mimos pra ti no meu blog, passa lá e vê!

    Abraços!
    Poetíssima..#
    www.soirild.blogspot.com

    ResponderExcluir
  16. Alice!
    Amei seu texto..e Ufa!!! Foi bom começar pelo fim!! Deve ser mesmo a "tal" que se aproxíma...

    Menina, o que você quer??
    Acho que vou a caminho destas constataçoes...
    O que eu quero?? Não sei, sinto-me EMPTY!

    Beijos!

    ResponderExcluir
  17. Alice,
    não acredito em pessoas que dizem que não se arrependem de nada...

    Mas também não dá para arrependermos de tudo, querida...

    A vida é assim, uma hora nos alegramos, outras nos entristecemos...

    Mas todas as coisas cooperam... todas!!!

    É assim que amadurecemos, que começamos a dar o devido valor a cada coisa, sem excessão...
    E Deus nos tem abençoado, com o maridão, com os filhos, as vitórias, enfim... nada nos acontece por acaso...

    bjs consoladores, querida

    ResponderExcluir
  18. Acho que essa menopausa estava guardada faz é tempo dentro de você, esperando só uma desculpa para se mostrar que nem fez nesse seu texto.
    Me deprimi ao lê-lo,pois com certeza com 99,9% de nós acontece isso(s não com mais).
    Mas pensa.. existe alguém que não se arrepende de nada do que fez verdadeiramente?
    Duvido.
    Os erros que cometemos são bons para não cometermos novamente, mas com certeza gostaríamos de nem ter errado pela primeira vez!

    Deixa a menopausa finalmente passar vai, depois de 50 anos, deixa passar. Mas não deixa passar a sua vida.

    ResponderExcluir
  19. Que bom, assim, de repente, encontrar seu blog. Encontrar você que é uma "racionalizadora" das emoções ou seria uma "emocionalizadora" das razões? ADOREI!



    "Gosto do que tenho porque já não sei mais do que gosto." Especialmente, essa frase mexeu comigo. E depois de mexida como voltar a ser a mesma? Não há caminhos para voltar. Obrigada por compartilhar tanta sabedoria!!

    ResponderExcluir
  20. Alice,

    Não faria mesmo quase nada que já fiz antes.Faria tudo diferente,se outra vida tivesse...
    As fases que vivemos trazem em si dificuldades e aprendizado.
    Que esta sua nova fase lhe traga oportunidades de viver o novo!!

    Beijos

    ResponderExcluir
  21. Um dos melhores remédios para melhorar e curar a alma, é reconhecer quem somos. Meio caminho andado para a vitória.
    Gostei da maneira como expuseste os fatos, em ritmo e poesia.
    beijo grande e parabéns!

    ResponderExcluir

Comente, mas não tente decifrar-me.
Nem sempre escrevo por mim, muitas vezes escrevo para mim também...