10 de junho de 2009

O que há no mundo das letras?


O que há no mundo das letras?

Há o encontro intrigante de sentimentos concretos e palavras complexas,

Há o encontro perfeito entre o amor da sílaba e o ciúme da consoante,

Há o encontro surpreendente entre um leitor que se deleita e um escritor em êxtase,

Há o encontro fantástico entre a fantasia criada e a realidade imaginada,

Há o encontro misterioso entre o que sonha e quem realiza,

Há o encontro divino entre a angustia do mistério e o prazer da revelação...


Mas afinal, o que há no mundo das letras ?


...Há tudo o que quiseres que haja !




17 comentários:

  1. Amei!!! Este mundo encanta sempre!

    Obrigada pela visita.

    Beijinhos

    ResponderExcluir
  2. Alicinha, ainda ontem eu ouvia um sujeito na tevê cultura, um poeta concretista, ele dizia: a poesia acabou, quem é que faz poesia hoje? querendo dizer que poesia agora só daquele estilo da poesia concreta. Olha, não sou do contra, procuro ter a mente aberta para tudo, Paulo Leminski fazia a tal da poesia concreta com arte, agora encher uma página de AS, e falar que isso é poesia, ah, vão se catá eles viu...

    Esse desabafo todo foi pra dizer que me deu vontade de mandar o endereço do seu blogue pro cara, AFFF!!!!

    bjssssssssssss

    ResponderExcluir
  3. QUERIDA ALICE, O TEU MUNDO ENCANTA-ME SEMPRE... ABRAÇOS DE CARINHO,
    FERNANDINHA

    ResponderExcluir
  4. Mas afinal, o que há no mundo das letras ? A Alice, intrigante, surpreendente, admirável, pura poesia...

    ResponderExcluir
  5. No mundo das letras à mais coisa do que supõe nossa vam filosofia.

    Beijosssssss

    ResponderExcluir
  6. as palavras são remédio para alma que sofre.
    existe vc, no mundo das letras
    lindo texto..

    bjs

    ResponderExcluir
  7. Não devemos permitir que alguém saia de nossa presença sem se sentir melhor e mais feliz.

    (Madre Teresa de Calcutá)

    Desejo um ótimo feriado,
    um dia dos namorados com a pessoa amada,
    e um lindo final de semana com muito amor e carinho
    Abraços Eduardo Poisl

    ResponderExcluir
  8. Alice, que encontro mais lindo!!!
    E poético!!!

    bjs

    ResponderExcluir
  9. Amiga Alice honrado e feliz por visitar este importante, belo e original espaço... Registro a minha imensa satisfação ao passar aqui, valeu! Parabéns pala belissima publicação, uma preciosidade, encantador. Quero compartilhar com você o poema abaixo de William Shakespeare
    ”Perguntei a um sábio,
    a diferença que havia
    entre amor e amizade,
    ele me disse essa verdade...
    O Amor é mais sensível,
    a Amizade mais segura.
    O Amor nos dá asas,
    a Amizade o chão.
    No Amor há mais carinho,
    na Amizade compreensão.
    O Amor é plantado
    e com carinho cultivado,
    a Amizade vem faceira,
    e com troca de alegria e tristeza,
    torna-se uma grande e querida
    companheira.
    Mas quando o Amor é sincero
    ele vem com um grande amigo,
    e quando a Amizade é concreta,
    ela é cheia de amor e carinho.
    Quando se tem um amigo
    ou uma grande paixão,
    ambos sentimentos coexistem
    dentro do seu coração.”
    Votos de um final de semana divertido e repleto de alegria. Muita prosperidade e bênçãos. Paz, luz, saúde e proteção. Felicidades, um fraterno e caloroso abraço. Fique com Deus.
    Valdemir Reis

    ResponderExcluir
  10. As letras fazem palavras.. as palavras tem poder!

    Há de tudo!!!

    Abraços!

    ResponderExcluir
  11. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  12. há todos os pontos que cabem numa reta.

    ResponderExcluir
  13. Oláminha doce amiga.
    Obrigado por suas palavras carinhosas em meu blog.
    No mundo das letras só existem pessoas de muita paz amor e luz.
    E vc. minha amiga, é uma delas.
    Parabéns...
    Uma semana abençoada para vc.
    Fique na paz.
    Regina coeli.

    ResponderExcluir
  14. Alice,


    Encantada com sua exposição sobre o mundo das letras.
    Há realmente tudo,Alice,tudo o que
    você quer que haja!
    Viva a sua facilidade de usá-las!!!


    Beijos

    ResponderExcluir

Comente, mas não tente decifrar-me.
Nem sempre escrevo por mim, muitas vezes escrevo para mim também...