1 de outubro de 2009

A Suprema e Poderosa Batalha Espiritual


Escrito por Rubinho Pirola
e copiado de www.genizahvirtual.com


Temo que muitos, mas muitos mesmo, estejam hoje, apenas brincando de ser crente.
É muito misticismo, muita glória-aleluia para pouco cristianismo, pouca vida que manifeste uma vida conforme Cristo.

Achando que tocamos o sagrado, ainda continuamos a cheira a açougue (carne, muita carne).

É reunião para buscar Deus e os céus: jejuns, arrepios, sensações, especulações, experimentações que só estimulam os sentidos, as emoções, a nossa carne, mais do que produzimos de resultado naqueles a quem tocamos, com o que a Palavra produziu em nós.

E é assim: muito falatório, muita aparência de santidade e pouco resultado daquilo tudo que devia salgar e iluminar.

A julgar pelo que faz sucesso hoje em dia, parece que até os líderes têm se encarregado mais de sessões de entretenimento (e arrecadação financeira) do que formar gente em Cristo, com o carácter de Cristo e a estatura de Cristo.

Enquanto cuidamos de lidar com o diabo, nas amarrações, dominação das hostes espirituais, a fazer o que chamam de "batalha espiritual", somos nós mesmos os diabos a tornar a vida do próximo um inferno.

E dá-lhe "quedas-debaixo-da-unção", sons de shofares, óleos ungidos... reuniões de oração e jejum para tornar Deus melhor do que é, ou para convertê-Lo às nossas causas e demandas e muito pouco resultado para espalhar o bom perfume de tudo o que cremos.

Talvez por isso mesmo é que precisamos todos de cursos de evangelismo, campanhas e técnicas de marketing, para fazer o que o dia a dia simples do crente podia naturalmente produzir.

Ontem soube de algo produzido pelo último ajuntamento na nossa comunidade aqui em Lisboa.
Não o que pode-se ver de mágico ou arrepiante nos horários de "culto", mas o seu "dia-seguinte", o que chamo de "prova dos 9", ou ainda o "efeito Segunda feira", o que resultou a mensagem que pregamos ou do culto que prestamos a Deus.

Uma irmã, reuniu-se com outras e, juntas organizaram um santo mutirão, um movimento espiritualíssimo, pois empenharam-se contra um principado chamado passividade, mobilismo e insensibilidade carnal e cada uma, no seu dia da semana, passou a ir até a casa de uma outra - curiosamente estrangeira (a Bíblia sempre os traz como uma classe à parte, símbolo do necessitado pela própria natureza) - que deu à luz recentemente, para ajudá-la limpando, lavando, passando-lhe as roupas, enfim, tudo aquilo que uma mãe em recuperação necessita.

Nada mais poderoso para calar o inimigo e vingativo opositor das nossas almas. Nada mais eficaz contra as hostes espirituais da maldade, nada mais forte, capaz de encher de perplexidade as potestades todas, nada mais... cristão.

É isso que me faz pensar que, afinal, ainda há Deus sobre Israel. Mais do que qualquer adorno, ou falatório, outra conversa-pra-boi-dormir, coreografia religiosa, carnaval evangélico... que faz do crente, um apenas um travesti de santarrão.
Amém!


"Seria este o jejum que eu escolheria, que o homem um dia aflija a sua alma, que incline a sua cabeça como o junco, e estenda debaixo de si saco e cinza?
Chamarias tu a isto jejum e dia aprazível ao SENHOR?
Porventura não é este o jejum que escolhi, que soltes as ligaduras da impiedade, que desfaças as ataduras do jugo e que deixes livres os oprimidos, e despedaces todo o jugo?
Porventura não é também que repartas o teu pão com o faminto, e recolhas em casa os pobres abandonados; e, quando vires o nu, o cubras, e não te escondas da tua carne?
Então romperá a tua luz como a alva, e a tua cura apressadamente brotará, e a tua justiça irá adiante de ti, e a glória do SENHOR será a tua retaguarda."

Isaías 58: 5-8

7 comentários:

  1. QUERIDA ALICE... BELO TEXTO AMIGA... ADOREI COMO SEMPRE!!! ABRAÇOS DE AMIZADE,
    FERNANDINHA

    ResponderExcluir
  2. Saudades desse cantinho amiga.

    Gostei do novo visual.

    Fim de semana de muitaz luz,paz e, amor.

    beijooo.

    ResponderExcluir
  3. OLA ALICE, MARAVILHOSO TEXTO...VOTOS DE UMA OPTIMA TARDE!!!
    BEIJOS DE AMIZADE,



    SUSY

    ResponderExcluir
  4. À quanto tempo!...
    Mas olha só o que aqui encontrei!...fiquei maravilhada com tanta verdade e a sabedoria de tudo saber explicar, é isso mesmo sem mais nem menos...e o Senhor o procuram em todo o lado menos no coração único lugar onde mora...
    Beijinho com SOL

    ResponderExcluir
  5. Lindo texto.


    Conte a sua história ao vento,
    Cante aos mares para os muitos marujos;
    cujos olhos são faróis sujos e sem brilho.

    Escreva no asfalto com sangue,
    Grite bem alto a sua história
    antes que ela seja varrida
    na manhã seguinte pelos garis.

    Abra seu peito em direção dos canhões,
    Suba nos tanques de Pequim,
    Derrube os muros de Berlim,
    Destrua as cátedras de Paris.

    Defenda a sua palavra,
    A vida não vale nada se você
    não viver uma boa história pra contar."

    (Pedro Bial)

    Hoje passando para desejar um lindo final de semana com muito amor e carinho
    Abraços

    ResponderExcluir
  6. Olá minha Alice do país encantado :)
    como vai tudo por aí? espero que bem e felizes! Eu estou de volta e pasei para te soprar um beijo

    ResponderExcluir
  7. Alice querida,

    Que texto mais contundente!Gostei muito!

    Parabéns a Rubinho Pirola pela sensibilidade, e parabéns a você pela escolha!

    Nós que vivemos neste meio, sabemos bem...

    "Então romperá a tua luz como a alva, e a tua cura apressadamente brotará, e a tua justiça irá adiante de ti, e a glória do SENHOR será a tua retaguarda."

    Uma beijoca carinhosa, esperando que você e Tatá estejam bem! Muito bem, mesmo!

    Neli

    ResponderExcluir

Comente, mas não tente decifrar-me.
Nem sempre escrevo por mim, muitas vezes escrevo para mim também...