15 de outubro de 2009

Tô No Vão !

Tô no vão.

No vão entre o sim e o não

entre a água e o pão

entre a raiva e o cão.

Tô no vão do dente que lateja

do raio que lampeja

e de tudo que algo almeja

Tô no vão.

No vão que vai e vem

no vão de quem grita pra ninguém

no vão do quem nunca está bem

e no vão dos que ainda não tem

Tô no vão.

E aqui num bão, não !

Mas ainda que no vão

e mesmo num tando bão

num tô sobrando e também num tô em vão!

6 comentários:

  1. Está muito giro VÂO....
    Passei deixando um beijinho de
    SOL

    ResponderExcluir
  2. Alice:

    Lindo poema...

    E eu, estou na brecha...

    bjs

    ResponderExcluir
  3. Menina...que lindo poema.
    Parabéns!
    E vão que vão...rsrsr
    beijo ;)

    ResponderExcluir
  4. É isso aí, garota!! Não estamos aqui em vão, apesar dos vãos... e como tem vão!

    ResponderExcluir
  5. "Eu te vejo sair por aí, te avisei que a cidade era um vão; - Dá tua mão."

    Até!

    ResponderExcluir
  6. Ahh adoreiii!!!
    to te seguindo...

    "No vão entre o sim e o não"
    ;**

    ResponderExcluir

Comente, mas não tente decifrar-me.
Nem sempre escrevo por mim, muitas vezes escrevo para mim também...