22 de janeiro de 2010

Respostas para mim...


Vida, estranha é. Viver então, nem se fale.
Com o passar dos anos vamos vivendo e descobrindo as novidades e as 'antiguidades" que sempre nos acompanharam em nossas vidas, mas que nossa apressada juventude nunca permitiu que víssemos.

Vemos o quanto somos frágeis e verdadeiramente o quanto nada sabemos sobre nada.
Estudamos, investigamos, fuçamos, mas nunca sabemos realmente nada.

Descobrimos um volume estratosférico de falsidade e hipocrisia ao nosso redor, vemos a realidade dura da quantia de mentiras que nos rodeiam e nos inflamam, e descobrimos a cada dia que nada, realmente nada somos.

Quanto mais vivo, mais descubro que preciso desesperadamente de Deus.

Me sinto como uma ilha no meio do oceano e em minha solidão tão humana, vivo buscando náufragos para nela habitar.

Vivo, no aguardo da morte dessa solidão e na busca de algo que me dê uma verdadeira razão...Mas sei também da beleza estonteante dessa ilha, e sei que há vida dentro dela...o suficiente para sobreviver em si.

Em resposta a mim mesma quando me pergunto:

Seria viver apenas esperar morrer?...eu digo:
Viver é sempre estar morrendo para se poder viver.

5 comentários:

  1. "Quanto mias eu me descubro, mais me sinto pequena... É como se tudo que sei fosse apenas a ponta do iceberg... Um iceberg que tlavez eu leve a vida toda para descobrir... Mas afinal de contas, isso é que é viver, não é?"
    Welcome to my life
    Beeijos ♥ !

    ResponderExcluir
  2. Que a minha solidão me sirva de companhia,
    que eu tenha coragem de me enfrentar,
    que eu saiba ficar com o nada
    e mesmo assim me sentir, como se
    estivesse plena de tudo".

    Clarice Lispector


    Desejo um lindo domingo para você.
    Abraços com todo meu carinho

    ResponderExcluir
  3. Este comentário foi removido por um administrador do blog.

    ResponderExcluir
  4. Às vezes é preciso abanar a árvore da existência para caírem as folhas velhas. Talvez seja por isso que eu não quero saber quem pintou o céu de azul, mas eu quero é o resto da tinta, porque nós podemos matar o tempo, mas é sempre ele que nos enterra.
    Gostei muito de vir aqui visitar o teu belo espaço. No carácter, na conduta, no estilo, em todas as coisas, a simplicidade é a suprema virtude. O destino une e separa pessoas. Mas nenhuma força é tão grande para fazer esquecer pessoas, que por algum motivo um dia nos fizeram feliz!
    Nunca desistas dos teus sonhos… e nunca os deixes para trás. Encontra-os, torna-os próprios e durante toda a tua vida tem muito carinho por eles e nunca os deixes partir. Necessitas de muita dedicação para realizares os teus sonhos, porque eles não se realizam por magia dado que a magia é pura ilusão – o alimento dos perdedores - que nunca te vai tirar do lugar onde te encontras.
    BOA SEMANA!

    ResponderExcluir

Comente, mas não tente decifrar-me.
Nem sempre escrevo por mim, muitas vezes escrevo para mim também...