23 de fevereiro de 2010

Do baú: Se houvesse um vento...


Se houvesse um vento
um sopro
ou uma brisa
que do céu viesse e me descabelasse
que refrescasse o tempo
e esfriasse a vida
que afastasse a dor
e me acalmasse o anseio.

Se houvesse um vento

que me trouxesse as novas
e que fossem boas as novas que viessem
que me dissessem tudo
o me despissem a alma
e revelassem tudo
e me deixassem calma,

Então
,
esse vento me traria
todos os meus sonhos de volta
e numa brisa me diria
segredos e poesias
e num sopro eu iria
do silencio à sinfonia.

Mas só se houvesse um vento.

11 comentários:

  1. Querida Alice

    minha doce e linda amiga

    Tão bonito o seu poema!

    Parece uma sinfonia!

    Ah! como me encantou...

    Obrigada, muito obrigada por o partilhar conosco aqui.

    Desejo muito que tudo esteja muito bem consigo e com a sua linda família

    Um beijo, daqui de longe

    viviana

    ResponderExcluir
  2. Olá Alice!

    Também em fase poética, a espera desse vento, mando meu abraço para ti e todos os teus leitores!

    Humberto.

    ResponderExcluir
  3. Lindo, existe o vento sim mas ele leva e trás...paz.

    ResponderExcluir
  4. Pô tiá, a senhora sempre me emociona, lencinhos e lencinhos...num tem coisa melhor que a tia nessa tal de blogosfera (mal)dita cristã.

    ResponderExcluir
  5. Estou feliz por ter completando as MIL postagem no blogger UMA PAGINA PARA DOIS e vim agradecer por você fazer parte dele com o seu carinho.

    Abraços, te desejo uma linda semana

    ResponderExcluir
  6. LINDO!
    O vento leva sempre para longe maus pensamento.
    Ah...se não houvesse vento o que seria da alma de um poeta.
    Beijinhos

    ResponderExcluir
  7. Como dizemos aqui no SUL: TRI-LINDO! Que Deus continue soprando Graça sobre vc irmazinha!

    Abraço

    Soli Limberger
    http://buscaioreino.blogspot.com

    ResponderExcluir
  8. .. é tão bom receber vcs aqui...

    bjkassss

    ResponderExcluir
  9. Limberger,

    já estavávamos com saudades de vc !

    ResponderExcluir
  10. Segredos e poesia
    do teu lado encontro
    como vento numa tarde quente
    bate e resfresca...

    beijos,
    do seu menino-mais-menino

    saudades grande!

    fica com Deus!

    ResponderExcluir
  11. Alice,

    que poema mais liiindoooooo!!
    Vou postar lá no meu blog, ok? "Alguns Rabiscos" não pode deixar passar essas linhas que foram levemente sopradas por esse vento (rsrs)

    beijos no seu coração

    ResponderExcluir

Comente, mas não tente decifrar-me.
Nem sempre escrevo por mim, muitas vezes escrevo para mim também...