18 de abril de 2010

De Malas Prontas

Ah! ....se eu pudesse...

Eu iria pra tão longe
que meus próprios olhos não me encontrariam
e faria essa viagem sozinha,
e pouca coisa eu levaria,
somente a vida e algumas raras alegrias....
Eu iria e pra cá não voltaria,
e todos diriam que eu fugi,
mas eu que sei pra onde vou,
apenas iria e suavemente me riria..
Levantaria muito cedo
e me banharia com os primeiros raios de sol,
cantaria uma nova canção,
com novos acordes em meu violão
a tardinha contemplaria,
a glória de uma breve ventania
e a noite sob as estrelas,
sem pressa alguma sonharia...
Olharia para mim
e finalmente conseguiria me encontrar,
e finalmente poderia ver,
e profundamente conhecer ,
aquela a quem sempre quis amar...
Quem sabe um dia,
eu ainda faça as malas com alegria
e me mude para esse lugar...

Ah! .... se eu pudesse...e se de fato houvesse...

8 comentários:

  1. A necessidade de viajar para dentro de nós é quase tão intensa quanto a de nos esvairmos de nós mesmos de vez em quando.
    Curti muito o poema.
    Espero que faças a viagem tão logo almeje o teu coreção. Quem sabe eu não embarque nessa também, de novo novamente, a cada dia, sempre que o coração chamar?!
    Beeijos ♥

    ResponderExcluir
  2. ...pra o céu...um dia...
    você irá!
    rsrsrs
    Beijos.
    Deus te abençoe!

    ResponderExcluir
  3. AMei! Linda, que Deus t abençoe e dê muitas vitórias pra sua família! Bjs

    ResponderExcluir
  4. Alice,

    Não foi à toa que o salmista disse certa vez que gostaria de ter asas para voar. Esse poema é maravilhoso.

    Abraço.

    ResponderExcluir
  5. Ahh se eu também pudesse...

    Lindo!

    Tenha uma semana de luz1
    Beeijo

    ResponderExcluir
  6. Pelo jeito, viajamos c/passaporte parecidos... rs

    Adorei teu blog!
    =)

    bj Alice!

    ResponderExcluir

Comente, mas não tente decifrar-me.
Nem sempre escrevo por mim, muitas vezes escrevo para mim também...