14 de setembro de 2010

Sei que Virá

O sol virá.
Mais cedo ou mais tarde, ele virá.
Virá e iluminará nossas vidas, aquecerá nossos corpos, confortará nossa alma.
Virá.
Virá independente de nossos sentimentos, aflições ou angustias.
Virá independente das chuvas ou das ventanias.
Ele virá.
Virá.
E veremos sua luz, sua glória e todo seu resplendor.
Sentiremos seu calor e sua quente doçura sobre a pele a aquecer e confortar nossas almas.
Veremos o quanto somos frágeis.
Enxergaremos quem está ao nosso lado, simplesmente por o sol veio iluminar o que a noite havia escurecido.
Bom é saber que ele virá.
Virá.
Virá e eu verei o sorriso, o amor e a paz em suas formas e expressões mais perfeitas.
Virá e eu verei que tudo valeu a pena, e que verdadeiramente havia um bom motivo para se viver.
Virá, resplandecente ao romper de uma nova aurora.
Misericordiosa aurora.
Mas por hora, coloco-me em expectativa gloriosa e aguardo em oração.
Mas sei, e já posso sentir, Ele virá.

2 comentários:

  1. A voz do anjo
    Sussurrou no meu ouvido
    Eu não duvido
    Já escuto os teus sinais
    Que tu virias
    Numa manhã de domingo
    Eu te anuncio
    Nos sinos das catedrais...

    Tu vens, tu vens
    Eu já escuto os teus sinais
    Tu vens, tu vens
    Eu já escuto os teus sinais...

    ResponderExcluir

Comente, mas não tente decifrar-me.
Nem sempre escrevo por mim, muitas vezes escrevo para mim também...