3 de dezembro de 2010

Outro ângulo

Minha vida é assim,
tem a morte sempre olhando pra mim.
Tem aquilo que eu nunca quis,
tem o sonho que não sonhei,
tem o erro que não causei.
Minha vida é mesmo sempre assim,
tem sempre a morte olhando mesmo para mim.

3 comentários:

  1. Alice,
    tem coisas que nao entendo o por que minha vida se transformou tanto, sendo que eu mesmo nao pedi esta transformação, talvez tenha deixado "a vida me levar" e as consequencias disto é este olhar que também me persegue. Entendo o que diz...nao como algo saudosista mas como algo que nos fazia sentido viver, coisas que gostavamos realmente, coisas que nos trazia vida, alegria. Hoje o céu parece que esta cinza todos os dias, o sol se sai é por poucos minutos e a noite deixou de ter lua e passou simplesmente a ser algo escuro, sombrio, sem vida. Nem o brilho das estrelas ilumina mais, aliás tenho até dificuldade de enxerga-las. Isto é viver? Eu posso falar que já VIVI hoje sou vivido por uma vida que apenas me carrega, minhar forças acabaram, saídas eu não encontro... medo até tenho mas as vezes se transforma em alivio...Me pergunto onde foi e quando foi que tudo isto começou, me pergunto o que fiz ou o que deixei de fazer para sentir tudo isto. O mundo para mim sempre foi algo alegre, um lugar para todos, igual onde todos eram apenas Josés e Marias nada mais que isto. Onde cada dia eu conhecia um destes, e apenas com um sorrisso este já era meu amigo. Onde esta este mundo? Já busquei nas igrejas (religiões) nos remédios (drogas) em exercícios (meditaçao, esporte) e parece que este mundo acabou...Como é dificil viver em um mundo acabado, ou transformado. Eu me sinto um peixe fora da água. E doi como doi lá dentro no fundo do peito...

    Um abraço

    Barney

    ResponderExcluir
  2. Barney meu amigo...estamos mesmo vivendo a virada da vida, onde descobrimos que nunca fomos nada do que pensamos, nunca tivemos o que queríamos e nunca realizamos o que sonhamos... parece que finalmente a realidade chegou.

    ResponderExcluir
  3. Olá, Alice!

    Desejo à você, um lindo Natal!
    E que este Ano Novo que se inicia, lhe traga muita paz, alegria e novas esperanças!

    Muitos beijos,
    Com carinho,

    Gislene.

    ResponderExcluir

Comente, mas não tente decifrar-me.
Nem sempre escrevo por mim, muitas vezes escrevo para mim também...