20 de janeiro de 2017

Medo

Tenho medo.
Medo do futuro, mas principalmente do presente.
Medo desses dias terroristas que são dias de ninguém.
Medo desse mundo louco que se perdeu nessa loucura insana, escura e incurável.
Medo dessas pessoas que não tem medo nem de matar e nem de morrer.
Tenho medo.
Por mim, por meus filhos , netos , amados e amigos .

Olho pela janela e vejo a criação tão linda e bela , tão coloria e perfeita, e vejo o homem em sua ganância desenfreada destruindo tudo sem dó , misericórdia ou piedade.

Tenho medo.
Tenho medo do meu medo.
Medo de mim.

Medo de ti.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comente, mas não tente decifrar-me.
Nem sempre escrevo por mim, muitas vezes escrevo para mim também...