15 de setembro de 2008

A PAZ DO NOSSO AMOR


... E quando os meus olhos encontrarem os teus
e minha boca te enlouquecer,
quando minhas mãos te roubarem a calma
e o teu coração tu não puderes mais conter...
Então, me saciarei de ti,
escorrerei minha vida entre teus dedos,
e sem medo te devorarei...
e saciada e descansada
minh'alma repousará em teus braços
envolvida pela paz do nosso amor...

12 comentários:

  1. Olá amiga!

    Acredite todas as visitas que fiz hoje, a maioria fala de amor.
    Essa semana está começando com muito amor pra todos, que bom.
    Uma semana bem iluminada pra vc.

    beijooo.

    ResponderExcluir
  2. nossa, quando isso acontecer, o mundo pode parar que nem vão perceber ^^ delícia de sentimento, bjs,alice

    ResponderExcluir
  3. Meu Deus ! se isso acontecer comigo, posso morrer em paz !!!!
    Bjs

    ResponderExcluir
  4. Um amor assim faz-nos voar pelos sonhos...

    Intenso e belo, como sempre deve ser.

    Beijo Nocturno

    ResponderExcluir
  5. Lindo poema..
    Quero um amor desses pra mim..

    Beijos linda.

    ResponderExcluir
  6. Geeeeeeeeeente, um blogue erótico.

    Sexo, sexo, sexo. Gostei!!!

    Tasca mais Alicinha, tá ficando quente!

    ResponderExcluir
  7. Alice, você foi ao sétimo céu e só voltou para nos escrever essa maravilha e nos deixar com água na boca, viu, rs.

    Grande beijo

    ResponderExcluir
  8. olá querida Alice, belíssimo poema, linda Amiga... Adorei!
    Beijinhos de carinho e ternura,
    Fernandinha

    ResponderExcluir
  9. ...que momento mais lindo!!!
    Seus versos fizeram meus pensamentos irem muito longe...



    Beijos de luz e o meu carinho!

    ResponderExcluir
  10. Ah! Não há nada melhor que o amor, não?
    Belíssimo poema para brindar minha volta à blogosfera depois de dias de impossibilidades físicas.
    Abraço!

    ResponderExcluir
  11. Oi, Alice!
    Que poema mais lindo!
    Eu tenho um que começa parecido, falando dos olhos, só que é mais "pueril", rsrsrs
    O seu está lindo, erótico mas com elegância! Adorei, linda!

    ResponderExcluir

Comente, mas não tente decifrar-me.
Nem sempre escrevo por mim, muitas vezes escrevo para mim também...