13 de abril de 2009

Grande Zé !

...E eu vou assim levando minha vida
tocando e cantando o som da minha terra
Sou como o vento que mal chega e já está de partida
buscando minha paz nesse mundo de guerra...
( essa é procê Zé !! )

Toda vez que me lembro do Zé ou ouço seu canto, é como se eu pudesse voltar no tempo e vê-lo novamente sentado ao piano dedilhando as notas suadas de quem fala da vida e da terra, de quem sabe do vento e seus encantos, e de quem ouve o som dos corações.

Esses são pequenos trechos de suas canções, e pra quem quiser conhecer um pouco mais do talento desse brasileiro que não tem medo de cantar ou dedilhar nosso Brasil e nossos corações, é só acessar:


"...E eu com a desilusão me iludindo
A verdade num todo assumindo
Pra ver se me sobra um palmo de terra
Nesse mundo véio cansado de guerra..."

"...Isso tudo acontecendo e eu aqui na praça dando milho aos pombos..."

"...Hoje o homem criou asas e na maioria das casas,
Eu também não posso entrar ..."

"...E vem você
Que faz do meu canto um canto de paz
E eu tão tapado coitado até penso
Que o meu Negro Blues é folclore de Minas Gerais..."

"...Moro naquela casinha na beirada da lagoa lá no pé do cafezal
Onde o Criador na alvorada ensaia a passarinhada num grande coral
Quando é bem de tardezinha eu mais a morena minha dá de namorar
E é coisa tão maravilhosa que a lua curiosa vem logo espiar..."


3 comentários:

  1. Vocês são amigos?

    Gosto imensamente do Zé Geraldo.Cidadão é dele? eu pensava que fosse do Alceu Valença.Eu acho uma canção emocionante de doer.

    ResponderExcluir
  2. cidadão é na verdade do lúcio barbosa. mas foi lançada e consagrada na voz do mestre zé geraldo!

    ResponderExcluir
  3. Nunca tinha escutado nada dele, mas gostei muito, me lembra musicas que não se toca mais por ai, o que pe uma pena...

    ResponderExcluir

Comente, mas não tente decifrar-me.
Nem sempre escrevo por mim, muitas vezes escrevo para mim também...