7 de junho de 2009

...Vácuo

A decepção é cinza, o desgosto marrom, a ausência de sonhos nos molha a alma, a impotência nos deixa roxos, a angústia seca nossa boca, a desesperança envelheçe os ossos, e a vontade de sumir é vermelha e arde no sangue...Mas uma coisa é certa, quer seja boa ou não, a vida nunca é como imaginávamos que seria.

9 comentários:

  1. De que cor é a vida, não sei...
    mas cor de rosa é que não é!!!

    bjs

    ResponderExcluir
  2. Amiga linda,

    Deixo para você a minha esperança, que não é só verde, mas possui as cores do arco-íris!

    beijo carinhoso,

    Neli

    ResponderExcluir
  3. meus dias estão cinzas..

    Obrigada por nos presentear com suas palavras..

    abraços!

    ResponderExcluir
  4. Tuas cores dão vida ao poema, mesmo em tons de cinza...gostei muito!

    ResponderExcluir
  5. Que delícia sua poesia. Da-nos um colorido à "GARRA" para continuar , em todos os dias .Mesmo sendo o mais difícil.
    abraço.

    ResponderExcluir
  6. "e a vontade de sumir é vermelha e arde no sangue..."
    sempre arde no meu!!!!

    ResponderExcluir
  7. Alice minha querida.
    A vida é boa, só temos assumir o que Deus nos mandou.
    Beijinhos, minha amiga.
    Fique napaz.
    Uma semana de bençãos paravc.
    Regina coeli.

    ResponderExcluir
  8. Oi,Alice!

    A vida não é mesmo como pensamos...

    As cores variam de acordo com os acontecimentos e com nosso humor.

    Que ela nos faça fortes,apesar de TUDO!!!!

    Beijos

    ResponderExcluir

Comente, mas não tente decifrar-me.
Nem sempre escrevo por mim, muitas vezes escrevo para mim também...