14 de abril de 2010

Caminhos Estranhos

...e a vida vai me levando sempre por caminhos tão estranhos...

É mesmo um grande mistério o coração do homem.
Somos tão frágeis diante de nossos sentimentos, ...e quando digo sentimentos , digo daqueles que nos são íntimos, e não daqueles que mostramos ao mundo.

Falo do amor verdadeiro
e não do amor público, da dor verdadeira e não daquela que queremos que os outros sintam, da saudade que rasga e não da que costura, da raiva inevitável e não da que manipula, da ausência contida e não na ausência trabalhada, enfim, falo do mistério do eu que se esconde dentro de cada um de nós e que teima em sempre se proteger.

É um grande mistério descobrir a nós em nós mesmos, e para isso , creia, é preciso ajuda divina para suportar certas revelações.

Somos assim
, homens e mulheres que sempre parecem o que não são, que na maioria esmagadora das vezes fala o que não quer dizer, faz o que não quis fazer, fala sim em vez de não e não no lugar do sim só pra manter um relacionamento com outro eu despedaçado, concorda com o que nunca avaliou ou discorda do que não conhece...somos mesmo uma grande caixinha de surpresas.

Preciso aprender
a lidar com isso, aprender a revelar-me em minha essência sem permitir que me violentem.

Preciso aprender a me proteger mas não me esconder, aprender a me expor sem me revelar, e aprender a ser, simplesmente ser, completamente ser.

O que mais quero hoje? ... Juntar os fragmentos de 50 anos de amor, dor, medos, mágoas, rancores e alegrias, saudades e ventanias mentais , e re-construir-me para essa nova fase de vida que vem pela frente....e que eu seja mais forte, firme e confiante, e consiga finalmente ser ao menos uma caricatura de Cristo, um pouco parecida com Sua imagem (ainda que sempre distorcida) ..que eu possa enfim me sentir melhor.

... e a vida vai sempre me levando por caminhos tão estranhos...

5 comentários:

  1. Lendo seu artigo sou levado a concluir que a cada dia confio menos no que sei, no que vejo e no que sinto...será tudo que participo a minha interpretação dos fatos?...ou o quanto do que percebo é realmente a verdade?
    Veio-me a mente, agora, a cena em que Jesus estava conversando com a samaritana e os discípulos chegaram indagando se alguém lhe havia trazido comida...Ele, no entanto, tirou-lhes a visão dessas coisas e disse: Levantem os olhos...vejam os campos...estão brancos para a ceifa...
    (não consigo concluir a idéia...saudades de vcs aí...a Elenir falou hoje como seria aí no inverno...um abraço.)

    ResponderExcluir
  2. Lindo... e verdadeiro.
    Inda bem que a graça cobre essas nossas descobertas e nos dá ânimo para mais 50 à frente...
    Um beijão, amiga querida! E obrigado pela mensagem que me abençoou pra começar bem o dia, buscando alcançar um coração sábio.

    ResponderExcluir
  3. Alice,

    É assim que somos; e, apesar de tudo, sempre encontramos em Deus aceitação. Nele, que nunca desistiu de nós, vai o meu abraço...

    ResponderExcluir
  4. Alice:

    É caminhando que se aprende a caminhar... e Deus nos ensina, com o Seu imenso amor, amor verdadeiro, que nos aceita, nos faz melhor e nos traz Paz.

    Então, conviva bem com os seus cinquentinha, que eu já estou indo para os sessentinha... rsrsrs

    Você continua linda, por fora e por dentro, pois Deus a está redesenhando...

    bjs

    ResponderExcluir
  5. Um mundo inteiro em transformação: é intrigante como o ser humano poe ser tão abstrato.d
    Ao que parece, os caminhos estranhos estão sendo a sina de 2010.
    Ah, é tempo de mudar. E vamos mudanndo, viendo cada metamorfose da forma que deve ser vivida.
    Beeijos ♥

    ResponderExcluir

Comente, mas não tente decifrar-me.
Nem sempre escrevo por mim, muitas vezes escrevo para mim também...