27 de julho de 2010

Frio na alma

Esse frio me arrepia a alma. Congela a emoção e estremece meu coração.

O frio da fé que abate a essência humana me assusta.

São ventos que vem de um desconhecido sul, frentes frias que nos invadem nas madrugadas, ações impensadas, atitudes erradas, entregas equivocadas, e geladamente fria vai se tornando a essência da fé humana.

Tiros, sequestros, violência ativa ou passiva num mundo dilacerado em sua moral e valores.

Tempos de muito frio e de esfriamento do espírito.

Tempos onde se abatem e se desnudam mentiras e corrupções, tempos onde nos deparamos com a fé manipulada, dominada e subjugada, tempos onde buscamos a fé que nos foi sequestrada e assassinada.

Tempos onde a preguiça e a inércia vencem a fome de se alimentar da Palavra Viva, onde se torna mais fácil aceitar e comer o fast-food que é servido em púlpitos de vaidade humana, do que se preparar o próprio prato.

Fé morta em templos cheios de fantasmas.

Tiros perdidos que surpreendem e roubam nossa alegria , sequestros repentinos que levam embora nosso prazer de servir , violência ativa e passiva de líderes do nada, pseudo-cristãos, ladrões surrupiadores da graça alheia.

Esse frio me arrepia a alma e deixa um gosto amargo de solidão dentro de mim.

3 comentários:

  1. Oi, querida! Às vezes é doído viver neste mundo, não?
    Procuremos então nos aquecer com corações amigos, com palavras verdadeiras e sorrisos sinceros entre aqueles que podemos amar.

    Uma semana mais bonita pra ti.

    Bjs!

    ResponderExcluir
  2. Alice:

    A fé é um artigo raro...

    Afinal, estamos em uma era concreta, sem valores morais, sem respeito ao próximo, sem temor a Deus, sem nos doarmos ao próximo, sem grandes voos...

    É triste, mas real...

    O melhor que fazemos é salvaguardarmos a nossa e falarmos dela para outros que queiram escutar, na hora certa, no momento certo... Assim, quem sabe.

    bjs

    ResponderExcluir

Comente, mas não tente decifrar-me.
Nem sempre escrevo por mim, muitas vezes escrevo para mim também...