14 de agosto de 2010

Dúvidas Secretas

Não entendo.
Porque o tempo apaga o romance, evita os arrepios, destrói os sonhos?

O que há de tão ruim em permanecer jovem nos nossos sentimentos e porque temos que crescer?


Aliás, quem foi que disse que tenho que crescer só porque já não sou tão bela, tão magra, tão ágil ?...minha mente continua a mesma, com a mesma sagacidade e jovialidade dos 20 anos. Ainda tenho sonhos secretos, desejos secretos, amores secretos, ...ainda me iludo, me engano, me apaixono, ainda me entrego e não confesso, e ainda grito por socorro.


Quem foi que disse que tenho que me comportar, me calar, me conter e não gritar....quem foi?

Gostaria de receber maiores explicações sobre o amadurecer ... alguém me explique porque não vejo mais nesse espelho a imagem daquela que sou, ou porque não vivo mais a paixão que me queima se ela está dentro de mim?

Não entendo. Não há lógica nisso.

Meu coração ainda deseja fugir, voar, romper, e dizer pra todos ouvirem:

- Eii ! ...Eu existo sim!! ...Envelheço, porém existo!


Maldita é a Lei da gravidade que me impede de flutuar e faz com que tudo em mim despenque - literalmente.... essas rugas, essas mãos, essas pernas que não são minhas, que não conheço...de onde vieram?

Chego a pensar que sou apenas mais uma alienígena num corpo que pensei fosse meu...

Quero voltar a ter 20 anos, revirar os olhos de prazer, estalar a língua e saltar de êxtase, quebrar paradigmas, romper preconceitos, voar....para muito longe....e nunca mais voltar.



***
Esse texto eu escrevi inspirada na alma de uma amiga minha...
Li alguma coisa que ela escreveu e ouvi o som de sua alma a gritar...
Anseios, sonhos, e insatisfação...delírios da meia idade ,
medo de crescer,
síndrome de Peter Pan...
seja o que for,
é a beira do precipício...
...um passo em falso e ....

2 comentários:

  1. Esqueça os dissabores da idade, Alice. São inescapáveis. Curta o que vem de bom e gostoso com a maturidade. São várias coisas. Aproveite!!!

    ResponderExcluir
  2. Matou a pau! Minha amiga querida, há uma coisa que o tempo não destrói e que cresce à medida das pedradas e do poder da lei da gravidade - ou da 2ª lei da Física, que insiste em corromper tudo o que um dia brilhou: a maturidade. Essa, meu anjo, não é achada em farmácias, nem pelo esforço dos braços... E nem aos vinte, se acha. E você a tem de montão!

    Belíssimo texto. E sensibilidade!

    ResponderExcluir

Comente, mas não tente decifrar-me.
Nem sempre escrevo por mim, muitas vezes escrevo para mim também...