4 de junho de 2011

Olhares que me tocam

As vezes sou tocada por olhares.
Olhares que invadem minha intimidade e fazem com que eu me sinta além de mim.
O olhar tem esse poder, o poder de tocar a alma, de falar ao espírito, de preencher vazios, de curar feridas, de fazer sentir-me amada.
Olhares de amor são assim, nos dão arrepios e novas emoções.
Há outros olhares que também me tocam, só que tocam para machucar.
Dentre esses olhares, os que mais me causam estragos são os de desprezo, de falsidade, de ódio.
Esses me transpassam como lanças e cortam meu coração e minhas esperanças.
São olhares de quem não nos ama, mas que sempre nos engana; mas que, querendo ou não, todos somos tocados por eles.
Inevitável é o toque fatal, e fatal é o olhar de Deus.
O olhar de Deus -quando nós permitimos que ELE nos olhe -(poie ELE só nos olha se quisermos ser vistos) é sempre fatal.
Fatal porque certamente mata, e mata certeiramente tudo o que é mal em nós.
O olhar de Deus mata nossa pequenês, nossa mesquinhês, nossa humanidade falida e corrompida.
O olhar de Deus é tão fatal que depois de ser tocada por ele somos ressuscitados.
Bom é renascer desse olhar, bom é ser tocada por esse olhar, muito melhor que todos os toques que esse mundo pode me dar.

2 comentários:

  1. lindissimo texto.. assim como os demais.. ja marquei seu blog nos meus favoritos.. abraços

    ResponderExcluir
  2. Este está muito profundo e voce fala com alma amiga ! impressionante, parabéns ! beijos, Susu.

    ResponderExcluir

Comente, mas não tente decifrar-me.
Nem sempre escrevo por mim, muitas vezes escrevo para mim também...